23:59 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0 111
    Nos siga no

    Arqueólogos descobrem corpo de antigo líder britânico de mais de quatro mil anos juntamente com pertences que podem revelar pistas sobre rituais funerários da Idade do Bronze.

    Durante as escavações, os arqueólogos desenterraram um chefe pré-histórico, além dos restos mortais de um homem mais velho. Segundo os especialistas, o segundo homem encontrado poderia ser um homem santo, um xamã ou um sacerdote. O sepultamento foi descoberto no sudoeste do Reino Unido, cita o portal Live Science.

    De acordo com as condições encontradas pelos arqueólogos, o líder teria tido um funeral particular, construído em seu próprio recinto, quando tinha entre 30 e 40 anos de idade, e foi enterrado com uma grande riqueza, pois ao invés de receber apenas uma oferenda de "cabeça e cascos" de boi ele tinha quatro.

    ​Túmulo de 4.200 anos de líder da Idade do Bronze é descoberto no skate park do Reino Unido. 

    Outras evidências que confirmam seu alto título são uma adaga de cobre de 20 centímetros com o pomo em osso de baleia, uma pederneira e um cordão âmbar.

    Em sua cova também havia um kit para acender fogo, tapetes de couro e um protetor de pulso feito com pedra valorizada na época.

    Um fato intrigante é que ele não estava só, já que havia outra cova próxima dos restos mortais do líder. Tratava-se de um homem mais velho, enterrado como se estivesse sentado, recebendo como oferenda uma cabeça e cascos, segundo a Foundations Archaeology.

    Andy Hood, arqueólogo da Foundations Archaeology, afirmou que os dois cadáveres tinham algum tipo de vínculo social, mas ainda não se sabe o motivo de serem enterrado próximos um do outro.

    Hood explica que na Idade do Bronze, as oferendas de cabeça e cascos eram praticadas na Europa, mas não eram frequentemente praticadas no Reino Unido.

    "Há uma chance de que esses animais tenham sido abatidos como parte de uma cerimônia ligada ao enterro", afirmou Hood.

    Análises indicam que os homens foram enterrados em 2.200 a.C. em um dos locais sagrados neolíticos mais importantes.

    Agora, os arqueólogos trabalham para desvendar o enigma sobre a relação que os dois homens tinham, bem como os rituais funerários utilizados na época.

    Mais:

    Arqueólogos descobrem no Egito necrópole com sarcófagos e artefatos excepcionais (VÍDEO)
    Arqueólogos encontram flecha viking de 1.500 anos em geleira na Noruega (FOTO)
    Arqueólogos descobrem na Rússia artefato medieval em forma de iPhone (FOTOS)
    Tags:
    Reino Unido, sítio arqueológico, arqueólogos, arqueólogo, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar