00:34 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)
    0 21
    Nos siga no

    Em meio a críticas, inclusive de igrejas, ao isolamento social determinado por vários governos, o Papa Francisco pediu prudência aos fiéis e respeito às medidas adotadas pelas autoridades para evitar a disseminação do novo coronavírus.

    O apelo do pontífice ocorre apenas dois dias depois de bispos italianos se queixarem de que o governo do país não ofereceu provisões para a retomada das missas em seu plano de reabrir a vida empresarial, social e esportiva italiana a partir de 4 de maio, informa a Associated Press. 

    ​Embora não esteja claro se Francisco pretendia enviar uma mensagem diferente da dos bispos italianos, seu pedido por obediência e prudência segue de acordo com apelos anteriores por proteção aos mais vulneráveis como grande prioridade, antes de qualquer interesse econômico, lembra a AP. 

    ​Na última semana, a Itália anunciou que pretende começar a relaxar a quarentena adotada por conta da COVID-19 a partir do próximo dia 4. No entanto, o primeiro-ministro Giuseppe Conte frisou que esse retorno a normalidade deve ser feito de maneira gradual e com muito cuidado, a fim de evitar um novo aumento no número de casos.

    Tema:
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)

    Mais:

    Itália desenvolve medidas para combater 'ameaça ao turismo' em meio à COVID-19
    Papa indica mulher para alto escalão administrativo do Vaticano pela 1ª vez
    Papa Francisco apresenta sinais de resfriado após participar de missa e levanta suspeitas (VÍDEO)
    Tags:
    Giuseppe Conte, religião, católicos, igreja, quarentena, isolamento, novo coronavírus, COVID-19, Papa Francisco, Vaticano, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar