21:33 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    1112
    Nos siga no

    Famoso epidemiologista japonês, Sato Akihiro revela quantos metros são necessários entre pessoas e sob quais condições o contato entre elas diminui o risco de contaminação.

    Em entrevista à Sputnik, Sato Akihiro declarou:

    "Por exemplo, em caso de haver dezenas de milhares de pessoas reunidas, mas elas se mantiverem a uma distância entre 1,5 e 2 metros entre si, e isso ocorrer na rua, e não conversarem entre si, isso será muito mais seguro do que se reunirem até menos pessoas, em um recinto não ventilado e elas ficarem a uma distância de 30 centímetros e conversarem."

    Desta forma, o epidemiologista diz que o maior risco não está no número de pessoas que se concentram em um determinado local, mas, sim, na distância entre elas e se o ambiente é ventilado ou não.

    Para Akihiro, o risco de contaminação em um lugar fechado, tendo cem ou mil pessoas é o mesmo, a exemplo de lugares como reuniões, e shows de música em recintos fechados.

    Contudo, o risco de contaminação em lugares abertos não é totalmente excluído por Akihiro.

    Contaminação em massa

    Na semana passada, o premiê japonês, Shinzo Abe, declarou quais são os três fatores-base de contaminação em massa, quando uma pessoa transmite o vírus para muitas outras.

    O primeiro é se elas se reúnem em um lugar fechado. O segundo é se estão sentadas ou em pé a uma distância curta entre si. O terceiro é se conversam, cantam ou gritam a uma distância próxima.

    Mais:

    Líderes da UE concordam em fechar fronteiras externas para conter propagação do coronavírus
    Governo tenta mostrar que Brasil 'está atento' ao coronavírus, diz economista
    Bolsonaro diz que resultado de 2º teste que fez para o novo coronavírus deu negativo
    Tags:
    transmissão, contaminação, risco, doença, prevenção, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar