15:24 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    010
    Nos siga no

    Segundo a organização de vigilância ambiental Naturschutzbund, cada explosão de mina de Segunda Guerra Mundial mata todos os seres vivos em um raio de 10-30 metros.

    Segundo estimativas, mais de 1,6 milhões de toneladas de munições não deflagradas da Segunda Guerra Mundial permanecem no fundo dos mares Báltico e do Norte perto da Alemanha, relatou em comunicado a organização de vigilância ambiental Naturschutzbund (NABU).

    De acordo com a NABU, o Bundeswehr (exército alemão) terá detonado 42 minas da Segunda Guerra Mundial durante seus preparativos para os exercícios da OTAN de agosto de 2019, apelidados Northern Coasts. Foi relatado que cada explosão teria morto todos os seres vivos em um raio de 10-30 metros.

    Depois que as forças alemãs limparam as áreas marítimas, foi notado que pelo menos 18 marsuínos foram encontrados mortos. No entanto, o número exato de mamíferos marinhos mortos ou feridos permanece desconhecido e pode ser maior, já que essas criaturas têm um longo período de reprodução, enfatizou a NABU.

    Marsuíno morto na costa
    Marsuíno morto na costa

    Outro problema são as munições não explodidas que permanecem debaixo d'água. A NABU adverte que a corrosão gradual das munições emite substâncias químicas tóxicas perigosas que envenenam o ambiente e são prejudiciais para as pessoas, que comem peixes capturados nas vastas áreas marítimas.

    A NABU instou as autoridades alemãs a abordarem esta questão urgente.

    Mais:

    Planos da OTAN no espaço levarão a catástrofe mundial?
    Pompeo: Partido Comunista da China é a 'nova ameaça' para OTAN
    OTAN revela por que gasta 20 vezes mais com defesa do que Rússia
    Tags:
    OTAN, Exercícios, munições, explosão, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar