07:56 21 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Um ex-engenheiro da NASA resolveu conduzir um experimento arriscado com tubarões em águas oceânicas perto das Bahamas, e publicou os resultados em seu canal no YouTube.

    Para desvendar o famoso mito de que tubarões conseguem cheirar uma gota de sangue a distâncias excepcionais em meio à imensidão marítima, o autor do experimento, Mark Rober, usou várias substâncias para atrair a atenção desses peixes.

    O youtuber, famoso por seus experimentos supervisionados, usou várias pranchas de surf robotizadas que transportavam recipientes de água do mar, óleo de peixe, urina ou sangue de vaca.

    Dessa forma, ele registrou qual destes cheiros era mais apelativo aos predadores. Inicialmente, os tubarões ignoraram todos os líquidos, mas após aproximadamente 20 minutos começaram a notar o sangue e posteriormente 41 deles seguiram a trilha, enquanto apenas quatro estavam interessados em óleo de peixe.

    Rober decidiu repetir o experimento, mas desta vez liberando sangue humano, que era seu. Dentro de uma hora, ele não conseguiu atrair a atenção dos tubarões em ambos os casos.

    "Isto não é de forma alguma uma experiência perfeita […] se nenhum tubarão vem para ver 15 gotas de sangue humano por minuto em águas infestadas de tubarões, você provavelmente vai concordar que algo está errado", admitiu o youtuber.

    O ex-engenheiro concluiu que o mito sobre o efeito imediato de chamar a atenção desses predadores apenas com uma gota de sangue no mar é falso.

    Mais:

    Tubarão escapa de pescadores dando 'adeus' acrobático (VÍDEO)
    Tubarão 'monstro' de 1,75 tonelada é encontrado morto em porto indiano (FOTOS)
    Após ser atacado por tubarão, surfista vai a bar em vez de hospital (FOTO)
    Tags:
    experimento, sangue, Bahamas, tubarão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar