14:10 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Adolf Hitler

    Piloto de Hitler lança luz sobre último dia do líder nazista

    © Sputnik /
    Sociedade
    URL curta
    5172

    No seu diário recentemente relançado, o piloto do líder nazista, Hans Baur, partilhou o que Adolf Hitler lhe disse antes de ele e sua mulher terem morrido no bunker em Berlim. De acordo com Bauer, ele sugeriu a Hitler que ele deveria fugir para o Japão ou Argentina, mas ele recusou.

    O tenente-general Hans Baur, que se pensa ter sido o piloto e confidente próximo de Adolf Hitler, revelou no seu diário que o líder nazista lhe disse "Vou acabar com isto hoje" no dia do seu suicídio. O diário de Baur, relançado recentemente, lança luz sobre a liderança do Reich nos dias anteriores à queda de Berlim, quando a capital alemã foi tomada pela União Soviética em 1945.

    Segundo o piloto, ele "tentou convencê-lo de que ainda havia aviões disponíveis" e sugeriu que ele poderia levá-lo "ao Japão ou à Argentina, ou a um dos xeques, que eram todos muito amigáveis com ele por causa de sua atitude para com os judeus". Mas Hitler recusou, insistindo que iria "ficar ou cair com Berlim".

    "Um homem deve juntar coragem suficiente para enfrentar as consequências — e por isso estou terminando isso agora. Eu sei que amanhã milhões de pessoas vão me amaldiçoar — isso é o destino", disse ele, de acordo com as notas de Baur.

    O piloto de Hitler afirmou que o líder nazista tinha medo que o Exército Vermelho usasse munições de gás, porque eles sabiam que ele estava em seu bunker, o lugar onde ele mais tarde encontrou sua morte.

    "De qualquer forma, eu não vou, e eu vou acabar com isso hoje", disse Hitler ao seu piloto, de acordo com o diário. Baur, que ele próprio tentou escapar ao colapso do Reich, mas foi pego, passou vários anos como prisioneiro soviético e morreu em 1993, com 96 anos, disse que Hitler veio até ele e tomou ambas as mãos dele nas suas durante o último encontro entre eles.

    "Baur, quero despedir-me de ti. Chegou o momento. Os meus generais traíram-me, os meus soldados não querem continuar e eu não consigo continuar", citou o piloto as palavras de Hitler no seu diário.

    Baur insistiu que a confiança completa de Hitler nele se tinha desenvolvido para uma "relação mais íntima e amigável", e que o Hitler o chamava mesmo de seu amigo pessoal. Hitler chegou mesmo a ir ao casamento do seu piloto e o presenteou com um carro por ocasião do seu 40º aniversário. O relato de Baur sobre a vida por dentro da liderança do Reich foi publicado pela primeira vez na Alemanha há mais de 50 anos, mas recentemente foi reimpresso no Reino Unido sob o título "I was Hitler's Pilot" ("Eu fui o piloto de Hitler").

    Mais:

    Encontrado submarino da 'frota perdida' de Hitler da 2ª Guerra Mundial (VÍDEO)
    Ditador e pintor: 3 quadros de Hitler são leiloados em Berlim (IMAGENS)
    Teoria da conspiração sobre nazista braço direito de Hitler é desmentida (FOTOS)
    Tags:
    piloto, último dia, memória, Adolf Hitler, Terceiro Reich
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar