02:26 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Nipsey Hussle, rapper americano morto a tiros em Los Angeles em 31 de março de 2019 (foto de arquivo)

    Rapper é morto a tiros em Los Angeles

    © Foto: Instagram/nipseyhussle
    Sociedade
    URL curta
    333

    O rapper norte-americano Nipsey Hussle, de 33 anos, faleceu neste domingo após ser baleado perto da sua loja de roupas na cidade de Los Angeles, na Califórnia.

    De acordo com a mídia dos Estados Unidos, outras duas pessoas também foram alvejadas. 

    ​O incidente ocorreu momentos depois de Hussle, cujo verdadeiro nome era Ermias Ashgedom, publicar uma mensagem em seu Twitter dizendo que "ter inimigos fortes é uma bênção". 

    ​Apesar das informações divulgadas pela imprensa, a polícia não confirmou a identidade da vítima fatal. Segundo um porta-voz do departamento policial ouvido pela AFP, o suposto responsável pelos disparos, cujas causas ainda são desconhecidas, estaria foragido.

    ​"Por volta das 15h20, houve um tiroteio na área da avenida Slauson com o boulevard Crenshaw. 3 vítimas foram transportadas para um hospital local, onde uma foi declarada falecida. Não temos informações sobre suspeitos no momento e forneceremos mais detalhes à medida que forem disponibilizados."

    Nipsey Hussle foi nomeado para um Grammy de Melhor Álbum de Rap em 2018 após o lançamento de seu primeiro disco de estúdio, "Victory Lap". Ele trabalhou com grandes nomes da indústria musical, como Drake, 50 Cent, Kendrick Lamar, Young Thug, Snoop Dogg, Chamillionaire e muitos outros, de acordo com o TMZ.

    Mais:

    Tiroteio em cidade holandesa de Utrecht; há feridos e 3 mortos (FOTOS, VÍDEO)
    Chancelaria: 4 palestinos mortos e 6 feridos no tiroteio na Nova Zelândia
    Polícia busca terceiro suspeito de planejar tiroteio em Suzano
    Tiroteio em Marselha: Polícia francesa dispara contra homem que esfaqueou 4 pessoas
    Tags:
    tiroteio, assassinato, rapper, morte, Nipsey Hussle, Ermias Ashgedom, Los Angeles, Estados Unidos, eua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar