09:43 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    De acordo com a acusação, Joshua David Brown oferecia serviços sexuais de mulheres e adolescentes a estrangeiros através de um site na internet

    Norte-americano é condenado por pornografia infantil e tráfico de pessoas no Peru

    © Sputnik / Andrey Starostin
    Sociedade
    URL curta
    110

    Uma corte peruana especializada em crime organizado condenou a 27 anos de prisão um cidadão dos Estados Unidos por delitos ligados ao tráfico de pessoas e a pornografia infantil.

    O tribunal sentenciou Joshua David Brown, de 68 anos, nascido em New Hampshire, que estava encarcerado em uma prisão da cidade andina de Cerro de Pasco, segundo informou a mídia local.

    ​De acordo com a acusação, o condenado oferecia serviços sexuais de mulheres e adolescentes a estrangeiros através de um site na internet. Graças ao trabalho conjunto da Agência de Imigração e Alfândega dos EUA com as autoridades peruanas, Brown foi detido em dezembro de 2015. Com isso, a polícia conseguiu resgatar sete meninas que foram usadas na elaboração de pornografia infantil. Outras sete mulheres, incluindo duas menores, foram exploradas sexualmente.

    Além do americano, os juízes também condenaram a oito anos de reclusão a peruana Marilyn Salazar, por participar da produção de pornografia infantil com Brown.

    Mais:

    Mulher acusa Facebook de facilitar exploração sexual
    Rio: polícia resgata oito pessoas vítimas de exploração sexual
    Ex-agente da CIA é acusado de pornografia infantil e vazamento de documentos secretos
    Vaticano prende sacerdote acusado de difundir pornografia infantil
    Tags:
    pornografia infantil, exploração sexual, tráfico de pessoas, Marilyn Salazar, Joshua David Brown, Cerro de Pasco, eua, New Hampshire, Estados Unidos, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar