07:04 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Ditador nazista alemão Adolf Hitler, 1938

    Diário de oficial nazi revela detalhes do tesouro de Hitler escondido na Polônia (FOTOS)

    © AFP 2019 / AFP FILES
    Sociedade
    URL curta
    13213
    Nos siga no

    O diário de um oficial das SS (organização paramilitar ligada ao partido nazista), afirma que Adolf Hitler ordenou que 260 caminhões carregados com tesouros fossem escondidos em 11 locais na Polônia para mantê-los a salvo do avanço do Exército Vermelho soviético.

    Egon Ollenhauer, o oficial nazi que escreveu o diário, foi uma figura-chave na operação e atuava como elo entre outros oficiais das SS e os aristocratas locais que queriam esconder seus tesouros dos comunistas.

    De acordo com o registro, os tesouros foram levados para vários locais na Polônia, sendo que uma das áreas, localizada onde hoje se situa a cidade polaca de Wroclaw, contém 28 toneladas de ouro.

    Outros locais contêm moedas de ouro, medalhas, joias e objetos de valor dados aos nazistas locais por pessoas ricas para que fossem guardados, comunica o Daily Mail.

    O diário também diz que um dos esconderijos contém 47 obras de arte que se pensa terem sido roubadas de coleções em França, incluindo obras de Botticelli, Rubens, Cezanne, Carravagio, Monet, Dürer, Raffael e Rembrandt.

    As anotações também citam um depósito contendo 47 obras de arte supostamente roubadas da França, incluindo obras de Botticelli, Monet e Rembrandt, além de um esconderijo que guarda objetos religiosos roubados em todo o mundo numa tentativa de encontrar provas para as teorias raciais de Hitler.

    ​Diário nazista revela onze tesouros secretos escondidos por toda a Polônia 

    Segundo Roman Furmaniak, da Fundação Schlesische Brücke, que está na posse do diário, disse que as notas do oficial alemão foram guardadas durante décadas na loja maçônica da cidade alemã de Quedlinburger, tendo sido entregues à fundação apenas alguns anos atrás.

    ​Diário nazi "que revela onze tesouros secretos escondidos na Polônia — incluindo 28 toneladas de ouro e arte roubada"

    "Estamos divulgando agora as informações sobre o diário, pois queríamos esperar até que todas as pessoas que poderiam estar ligadas aos eventos e ao diário tivessem falecido, particularmente os oficiais das SS. Era esse o desejo da loja [maçónica] de Quedlinburger", disse à The First News.

    Furmaniak acrescentou ainda que a autenticidade do diário foi verificada por várias instituições alemãs, incluindo o Departamento de História da Arte da Universidade de Göttingen, e que é desejo da loja que "os valores encontrados sejam devolvidos aos seus proprietários legítimos, se isso for possível".

    Já o empresário Darius Franz Dziewiatek, fundador da Schlesische Brücke, declara que outros esconderijos incluem um poço profundo em um parque palaciano, o fundo de um lago de um parque, um sarcófago de concreto sob o fundo de um riacho e uma sala secreta entre as paredes de um palácio.

    Mais:

    Jornal espanhol deixa remorso de lado e elogia Divisão Azul que lutou por Hitler
    Supostos quadros de Hitler não encontram compradores em leilão
    Encontrado submarino da 'frota perdida' de Hitler da 2ª Guerra Mundial (VÍDEO)
    Ditador e pintor: 3 quadros de Hitler são leiloados em Berlim (IMAGENS)
    Tags:
    Terceiro Reich, diários, nazista, II Guerra Mundial, Adolf Hitler, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar