11:32 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Uma mulher com celular

    Garota obtém 500 orifícios na córnea pelo uso excessivo de brilho no smartphone

    CC0
    Sociedade
    URL curta
    0 11

    Uma jovem taiwanesa, chamada Chen, danificou olhos irrecuperavelmente ao passar dois anos utilizando brilho máximo no celular, escreveu a edição IBTimes.

    A garota de 25 anos se sentiu mal em março de 2018, e, apesar de ter usado colírio, as dores se intensificaram ao ponto de ela ficar com os olhos avermelhados todo o tempo. Uma ligação do hospital a fez se internar na mesma hora: ela estava com 500 orifícios na córnea.

    Médicos diagnosticaram que o olho esquerdo da garota estava vendo apenas 60% da capacidade, e o direito – 30%.

    Chen usava mais de 625 lúmens constantemente, sendo 300 lúmens o normal a ser utilizado. A edição não detalhou de que marca de celular se trata.

    O oftalmologista Hong Qiting destacou à IBTimes que se uma pessoa usa celular com brilho máximo por mais de duas horas, ela terá "miopia, olhos vermelhos, cansaço na visão, desidratação intensa nos olhos, sensação de queimadura e sensações externas corporais, e, depois disso, lesões na córnea, ou seja, brilho em excesso machucará os olhos, provocando facilmente catarata e retinopatia".

    A paciente ainda está aos cuidados de médicos, e, apesar de algumas melhorias, a recuperação é muito lenta.

    Mais:

    Conheça 3 dicas para evitar que WhatsApp encha toda a memória do celular
    Britânico distraído com celular não vê canal e dá mergulho refrescante (VÍDEO)
    Indonésia taca fogo no marido que se recusou a dar senha do celular
    Tags:
    olho, smartphone, celular, Taiwan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar