03:32 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Leoa Zuri no Jardim Zoológico de Indianápolis nos EUA, 21 de outubro de 2018

    Leoa sufoca parceiro até a morte em zoológico americano

    © REUTERS / Divulgação/Jardim Zoológico de Indianápolis
    Sociedade
    URL curta
    152

    Um jornal britânico relatou assassinato de leão no Jardim Zoológico de Indianápolis, EUA. Uma leoa matou o pai de seus filhotes, fincando os dentes no pescoço do rei das selvas.

    Funcionários do Jardim Zoológico de Indianópolis ouviram rugidos incessantes vindo da jaula do leão e, quando os cuidadores chegaram ao local, encontraram a leoa Zuri, de 12 anos de idade, em uma briga com o macho Nyack, de 10 anos de idade, escreveu jornal The Guardian, citando funcionários do zoológico.

    "Ela segurou Nyack pelo pescoço. Os cuidadores chegaram, viram o que estava acontecendo e tentaram separar os dois. Mas ela continuou agarrando Nyack pelo pescoço até ele parar de se mover", disse David Hagan, curador do zoológico.

    A autópsia concluiu que Nyack morreu de sufocamento por lesões no pescoço.

    O leão e a leoa passaram oito anos juntos, resultando no nascimento de três filhotes em 2015. Uma de suas crias, uma fêmea de três anos, estava em uma jaula separada ao ar livre, enquanto os dois filhotes machos eram mantidos em uma parte separada da exposição.

    De acordo com Hagan, os funcionários do zoológico estão arrasados com a morte e podem nunca entender completamente o que aconteceu. "Eles constroem fortes laços com os animais, então qualquer perda nos afeta consideravelmente. Para muitos de nós, é como um membro da família", destacou.

    O zoológico descreveu Zuri em seu site como sendo uma "mãe atenciosa e protetora", sempre "de olho em seus três filhotes". Já Nyack era descrito como "muito barulhento e descontraído" leão com grande juba.

    Mais:

    2 leões atacam leoa indefesa arrancando sua comida
    Leoas são pegas no flagra voltando para casa de noite badalada
    Tags:
    leoa, jardim zoológico, leão, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik