06:02 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Bolsonaro é atendido na Santa Casa de Juiz de Fora.

    Bolsonaro vai passar por mais uma operação de grande porte

    © Foto : Reprodução/Redes Sociais
    Sociedade
    URL curta
    Esfaqueamento de Bolsonaro (37)
    221013

    Segundo o hospital, o candidato não apresenta sinais de infecção, mas deve passar por nova cirurgia de grande porte.

    O boletim médico desta segunda-feira do Hospital Albert Einstein inoformou que o Jair Bolsonaro não apresenta sinais de infecção e confirmou que ele deverá ser submetido à uma nova cirurgia de grande porte mais uma vez para reconstrução do "trânsito intestinal e retirar a bolsa de colostomia".

    A operação é considerada de grande porte e já estava planejada para depois da alta do candidato. Segundo a imprensa, a operação deve ser realizada nos próximos dois meses. Até lá, o político ficará com uma bolsa externa ligada à barriga. 

    O boletim médico também informou que o estado do Bolsonaro "ainda é grave" e que ele "permanece em terapia intensiva".

    "O paciente permanece ainda com sonda gástrica aberta e em íleo paralítico (paralisia intestinal), que ocorre habitualmente depois de grandes cirurgias e traumas abdominais. Ontem, havia uma movimentação intestinal ainda incipiente e que persiste do mesmo modo hoje", acrescenta o documento, assinado pelos médicos do hospital.

    ​Na tarde deste sábado, Flávio Bolsonaro, um dos filhos do deputado, postou uma foto do pai no Twitter em uma poltrona na UTI fazendo sinal de armas com as mãos.

    O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, foi esfaqueado durante um evento da campanha eleitoral em Juiz de Fora, interior do Minas Gerais, em 6 de setembro. O presidenciável recebeu ferimentos na área do abdômen e passou por cirurgia. O suspeito de realizar ataque, Adélio Bispo de Oliveira, foi preso e levado à delegacia da PF local. Outros presidenciáveis repudiam o incidente com Jair Bolsonaro.

    Tema:
    Esfaqueamento de Bolsonaro (37)

    Mais:

    Mídia: Campanha de Alckmin está preocupada com a repercussão de ataque a Bolsonaro
    Consultoria internacional Eurasia crava: Chances de Bolsonaro subiram após ataque
    Bolsonaro já consegue andar e não apresenta sinais de infecção, informa hospital
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik