00:43 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Militares das Forças Armadas fazem operação em comunidades do Rio

    Forças Armadas ocupam comunidades do Rio

    Vladimir Platonow / Fotos Públicas
    Sociedade
    URL curta
    1 0 0

    Quatro mil homens das Forças Armadas e da Polícia Civil e Militar ocupam nesta quarta-feira comunidades das zonas norte e sul do Rio de Janeiro.

    O Comando Conjunto da Intervenção no Rio de Janeiro, que reúne o Exército, a Marinha e Aeronáutica, divulgou uma nota, informando que os militares estão realizando operações nas comunidades do Complexo do Lins, na zona norte, e nas comunidades do Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Babilônia e Chapéu Mangueira, na zona sul.

    O comunicado afirma que a operação é uma das medidas implementadas pela intervenção federal na segurança do Rio, iniciada em fevereiro deste ano. Os militares realizarão ações de cerco, patrulhamento, remoção de barricadas, revistas de pessoas e de veículos e checagem de antecedentes criminais. 

    A nota destaca que 3.700 militares das Forças Armadas, 200 policiais militares e 90 policiais civis, apoiados por veículos blindados, aeronaves e equipamentos de engenharia, participam das ações.

    A auto-estrada Grajaú-Jacarepaguá está interditada por causa da operação, segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio.

    A Polícia Civil participa da operação, cumprindo diversos mandados judiciais, informou Agência Brasil.

    Mais:

    Rio de Janeiro: 60 policiais morreram desde início do ano
    Intervenção no Rio aposta em modelo que precisa ser 'repensado', diz ex-capitão do BOPE
    Intervenção federal no Rio pode ser prorrogada até 2019
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik