04:05 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Greve de caminhoneiros

    Greve dos caminhoneiros: protestos seguem em 25 estados

    Comando Nacional do Transporte
    Sociedade
    URL curta
    1142

    Mesmo após a decisão do presidente Michel Temer de reduzir e congelar o preço do diesel por 60 dias, os caminhoneiros seguem protestando em 25 estados e no Distrito Federal. Segundo os representantes dos grevistas, muitos aguardam a publicação das medidas do governo pelo Diário Oficial da União.

    Entidades e representantes dos grevistas afirmam que as medidas do governo foram bem recebidas, mas acrescentaram que seria necessário mais tempo para desmobilizar os motoristas e os protestos nas estradas.

    Neste domingo, o presidente Michel Temer anunciou o congelamento por 60 dias do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro.

    O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, em entrevista à TV Globo na manhã desta segunda-feira, a redução do preço do diesel deve ocorrer ao longo desta semana. 

    Enquanto isso, o transporte público em diversas capitais funciona com efetivo reduzido. No Rio de Janeiro, por exemplo, as empresas de ônibus operam com 40% da frota. Já em São Paulo, o rodízio foi suspenso e a frota de ônibus foi reduzida em 30%.

    Na manhã desta segunda-feira, 8 dos 54 aeroportos administrados pela Infraero ainda estavam sem combustível: São José dos Campos (SP),Uberlândia (MG), Ilhéus (BA), Campina Grande (PB), Juazeiro do Norte (CE), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Teresina (PI).

    Mais:

    Caminhoneiros dizem que só estão esperando publicação de medidas para desocupar estradas
    Temer anuncia redução de R$0,46 no óleo diesel por 60 dias e espera fim da paralisação
    Temer colocou Brasil no 'limiar de regime de exceção', dizem deputados
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik