17:27 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    3 0 0
    Nos siga no

    Cerca de 600 mil novos casos de câncer por ano em 2018 e 2019 devem ser registrados no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca).

    Flávia Flores em ensaio fotográfico do Instituto Quimioterapia e Beleza
    Samuel Schmidt / https://www.quimioterapiaebeleza.com.br/beach/4-5/
    O câncer de pele será o mais frequente no país, e a segunda posição será ocupada pelo câncer de próstata, para homens, e de mama, para mulheres, informou o instituto, segundo Agência Brasil.

    O câncer de pele não melanoma deve atingir 165 mil pessoas por ano. Além disso, as mulheres brasileiras deverão ter como tipos de câncer mais incidentes o de mama (59 mil casos), de intestino (quase 19 mil) e de colo de útero (16 mil).

    Entre os homens, a próstata será a doença principal, com 68 mil casos, seguida pelo câncer de pulmão, com 18 mil, e de intestino, com 17 mil.

    Nas regiões Nordeste e Norte, o câncer de estômago terá uma incidência maior entre homens, e o câncer de colo de útero ainda estará mais presente entre as mulheres.

    Os homens devem apresentar mais casos de câncer que as mulheres em 2018, com cerca de 300 mil casos.

    O Inca reforçou também a necessidade de combater a desinformação sobre a doença, promovendo um debate sobre fake news, saúde e câncer. A diretora-geral do Inca, Ana Cristina Pinho Mendes, destacou que as notícias falsas podem afastar as pessoas do tratamento correto e gerar frustrações.

    Segundo o Inca, alguns casos de câncer podem ser evitados, por serem associados a fatores como o tabagismo, a inatividade física, a obesidade e infecções como o HPV.

    Mais:

    Brasil usará remédios russos para combater câncer
    Ciência anormal: Pesquisadores descobrem possível cura de câncer em excremento de gato
    Especialista alerta: 'fumaça das queimadas da Amazônia provoca câncer'
    Moça diz 'sim' ao seu noivo horas antes de morrer de câncer (FOTO)
    Tags:
    estudo, câncer, Agência Brasil, Inca, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar