23:03 20 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Otto Frederick Warmbier, estudante norte-americano condenado a 15 anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte

    Estudante americano libertado da Coreia do Norte morre nos EUA

    © REUTERS/ Kyodo
    Sociedade
    URL curta
    854391158

    Otto Warmbier, estudante norte-americano de 22 anos que foi libertado de uma prisão da Coreia do Norte e retornou para o seu país natal, faleceu nesta segunda-feira, 19.

    Warmbier, que foi preso em janeiro de 2016, em Pyongyang, por roubar um item de propaganda norte-coreana para levar aos EUA, voltou para os Estados Unidos na última semana, em estado de coma, decorrente de sérios danos cerebrais sofridos durante sua prisão. Ele morreu hoje em um hospital de Cincinnati, Ohio.

    De acordo com as autoridades da Coreia do Norte, o estado de saúde do estudante teria sido provocado por botulismo, infecção bacteriana proveniente de ingestão de alimentos contaminados ou ferimentos não tratados. No entanto, os médicos americanos não encontraram evidências dessa doença.

    Segundo Daniel Kanter, diretor do centro neurointensivo da Universidade de Cincinnati, o jovem estava em uma situação crítica, acordado, porém sem responder a qualquer estímulo. Alguns especialistas disseram que ele teria perdido uma grande quantidade de tecido cerebral, o que o deixou incapaz de perceber qualquer coisa ao redor.

    A transferência de Warmbier para os EUA foi resultado de forte pressão exercida pelo governo de Donald Trump após a descoberta do estado de saúde do rapaz, condenado a 15 anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte

    Mais:

    Coreia do Norte tratará EUA 'conforme as leis da guerra'
    Coreia do Norte detém mais um cidadão norte-americano
    Cidadão norte-americano é detido na Coreia do Norte
    Tags:
    Donald Trump, Otto Warmbier, Pyongyang, Ohio, Cincinnati, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik