16:14 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Após causar impacto com a sua foto nada simpática ao lado do presidente norte-americano, Donald Trump, o Papa Francisco voltou a posar com cara de poucos amigos ao lado de outro político, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

    Como já era de se imaginar, a foto repercutiu rapidamente nas redes sociais, com os internautas tentando formular diversas teorias para explicar a indisposição do pontífice. Partidários de Trump, que foi "vítima" da fotogenia de Francisco há pouco tempo, comemoraram a recepção calorosa a Trudeau. 

    "Os democratas e sua mídia de notícias falsas atacaram o presidente Trump pelo Papa Francisco não sorrir. Ele não está sorrindo com Trudeau também..."

    Se serve de consolo para o atual chefe de Estado dos EUA e para o jovem líder canadense, eles não foram os primeiros e, talvez, não serão os únicos políticos que não conseguiram arrancar um belo sorriso do chefe da Igreja Católica na hora de uma foto oficial. 

    No caso de Justin Trudeau, vale destacar que, nesse encontro com Francisco, na última segunda-feira, 29, no Vaticano, o premier fez um pedido delicado ao Papa. Solicitou que este se desculpasse, em nome da Igreja, pelo papel da Santa Sé no sistema escolar "residencial" do Canadá, através do qual cerca de 150 mil crianças indígenas foram tiradas de suas famílias e forçadas a aprender uma nova cultura, com o objetivo de, ao longo do tempo, exterminar a tradição das chamadas Primeiras Nações da América do Norte.

    Mais:

    Papa vai defender Igreja Ortodoxa Ucraniana das leis opressivas do governo
    Papa canoniza dois novos santos em Portugal
    Tags:
    indígenas, índios, Santa Sé, Igreja Católica, Papa Francisco, Donald Trump, Justin Trudeau, América do Norte, EUA, Canadá, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar