01:21 16 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Margarita Simonyan, editora-chefe do RT

    Editora-chefe explica por que Ocidente não pode provar que Sputnik e RT mentem

    © Sputnik /
    Sociedade
    URL curta
    Resolução europeia contra Sputnik (22)
    762
    Nos siga no

    A mídia ocidental e altos funcionários acusam todos os dias o canal de televisão RT de mentir, mas não conseguem citar nenhuns exemplos concretos e provas disso porque eles não existem, disse a editora-chefe do RT e da Sputnik, Margarita Simonyan, em entrevista ao programa "Pozdnyakov" na NTV.

    O programa será exibido na NTV às 00:00 na noite de segunda (20) para terça-feira (21).

    À questão do apresentador sobre quantas vezes o RT foi submetido ou é submetido à pressão do Ocidente, Simonyan disse: "Todos os dias".

    "Não há, não há nenhum dia em que não saia algo em qualquer edição central europeia ou americana ou alguém dos altos funcionários dos países ocidentais não diga qualquer porcaria", observou ela.

    De acordo com Simonyan, na França, onde está agora decorrendo a campanha eleitoral para as presidenciais, todos os dias a sede de campanha de um dos candidatos diz que a Sputnik e o RT mentem.

    "Agora sobre isso já fala Macron [candidato presidencial francês Emmanuel], mas isso não é verdade. Simplesmente não é verdade. Por outras palavras, eles indicam fatos que não existem", afirmou Simonyan. Ela ressaltou que, acusando a Sputnik e o RT de mentirem, os políticos ocidentais não dizem eles próprios a verdade e constroem sobre isso a sua campanha eleitoral e em geral toda a sua plataforma política.

    Tema:
    Resolução europeia contra Sputnik (22)

    Mais:

    Opinião: Crítica britânica à Sputnik e RT revela pânico sobre hegemonia da mídia ocidental
    Reino Unido acusa Sputnik e RT de divulgar informação enganosa sobre Síria e Ucrânia
    Rússia promete dar resposta caso mídia dos EUA tente limitar transmissões do RT
    Tags:
    mídia russa, mídia ocidental, acusações, políticos, mídia, RT, Sputnik, Emmanuel Macron, Margarita Simonyan, Ocidente, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar