19:45 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    4221
    Nos siga no

    Rússia desejava transformar seus avanços no campo de batalha em vitória política ao iniciar processo de paz, disse político sírio à Sputnik.

    "Rússia tentou transformar seus progressos militares na Síria em sucesso político. Neste sentido, é particularmente possível que a Rússia tenha convidado oficialmente representantes da oposição síria para fazer parte das negociações, agindo como nação garantidora e intermediária no processo de negociações. Rússia é a principal interessada na Síria, ela tem influência no país. É por isso que a iniciativa da Rússia é significativa", comunicou à Sputnik Turquia o político Abdulrahman Mustafa, representante da Assembleia turcomena da Síria e da Divisão de Sultão Murad. 

    Mustafa está participando das negociações, que já duram dois dias, na cidade de Astana, capital do Cazaquistão. A Divisão do Sultão Murad, integrante do Exército Livre da Síria, é um dos grupos da oposição síria envolvidos no processo de negociações. 

    "Representantes das forças de oposição de toda a Síria, inclusive das regiões do Sul e da província Daraa, vieram para Astana", comunicou ele à Sputnik Turquia.

    Espera-se que o segundo dia de negociações se encerre com conferência de imprensa, que acontecerá às 06h00 no horário de Brasília, no centro Kazmedia perto do Hotel Presidencial Rixos onde estão sendo realizadas as negociações.

    Mais:

    As primeiras negociações entre oposição e governo sírio começam em Astana
    Chefe da oposição armada: Militantes continuarão lutando se negociações em Astana falharem
    Tags:
    sucesso, representantes, progresso, opinião, oposição, política, negociações, Astana, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar