06:52 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    São muitas emoções

    Ninguém aguenta mais esse ano de 2016

    © Foto: Pixabay
    Sociedade
    URL curta
    6760 0 0

    O ano de 2016 foi repleto de acontecimentos. Que o digam os jornalistas de todo o mundo, empenhados há algumas semanas a organizar retrospectivas que não parecem ter fim e sendo surpreendidos todos os dias com alguma "novidade" de abrir o choro.

    Foi impeachment, foi Olimpíada, foi Lava-Jato, foi Senado e Justiça se bicando, foi muita gente boa morrendo, foi muita guerra e muitas catástrofes. Os desastres foram tantos, que muita gente está rezando para o ano acabar logo, para ver se algo melhora em 2017.

    Esse sentimento generalizado, como de costume, também tomou as redes sociais. Assim, no Twitter, a hashtag #NaoAguentoMaisEsseAnoPQ entrou para os trending topics e foi responsável por alguns memes memoráveis e bem humorados. Porque sem humor, certamente estaria todo mundo chorando agora.

    Confira:

    Teve gente lamentando as separações de todos os tipos.​

    Alguns usuários falaram algumas verdades.

    ​Lamentaram tragédias pessoais e no mundo.

    Mais tragédias.

    E outros lamentaram a falta de rumo em suas vidas.

    ​E fizeram piadas.

    E mitaram com Alcione diva.

    ​E fizeram cálculos de todos os tipos.

    ​Melhor cálculo de todos. 

    Mais:

    O Twitter resolveu pular o 2017 e foi parar em 2018?
    Memes inundam internet com descoberta da fonte de todos os males do mundo: 'os russos'!
    STF decide manter Renan na presidência do Senado, mas internet não perdoa: veja os memes
    Memes superam popularidade de Jesus
    Memes ENEM 2016: O Show dos Atrasados
    Twitteiros fazem memes e piadas com as #Eleições2016
    Flávio Bolsonaro vira alvo de memes após quase desmaiar em debate dos candidatos na TV
    Memes do Brasil destroçam hashtag homofóbica #GaysNoMerecenMedallas
    Melhores e mais bizarros memes sobre a espera ‘dramática’ dos brasileiros pelo Pokémon GO
    Tags:
    tranding topics, memes, 2016, Twitter, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik