15:56 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Telefone.

    Escândalo de imprensa no Canadá: polícia escuta telefones de jornalistas no Quebec

    Fotos Públicas / Rafael Neddermeyer
    Sociedade
    URL curta
    315

    Na segunda-feira (31) tornou-se público que as chamadas telefônicas do jornalista Patrick Lagacé, da edição La Presse, foram grampeadas desde o início de 2016.

    Logo após, foi divulgado que a polícia do Quebec (Canadá) também grampeou outros seis jornalistas, entre os quais há o famoso âncora da emissora Radio Canada,  Alain Gravel.

    Esta informação causa de novo dúvidas sobre a existência de liberdade de imprensa no país.

    Jean-Thomas Léveillé, presidente da Federação Profissional de Jornalistas do Quebec, explicou à Sputnik França as razões para a vigilância de jornalistas e sugeriu as possíveis consequências do escândalo para a reputação do país e a liberdade de imprensa.

    Relativamente o caso do jornalista Patrick Lagacé ele disse:

    "A polícia de Montreal declara que o telefone dele foi grampeado com o objetivo de estabelecer a identidade do policial que partilhava a informação com a mídia. <…> O que nos preocupa é não só que o jornalista tenha sido espionado dessa forma, mas também, e o que é mais importante, que isso tenha continuado por bastante tempo e em grandes proporções."

    Além disso, o especialista destaca que o telefone de Lagacé foi achado por via de um chip GPS e qualquer pessoa que durante um ano esteve em contato com ele acabou no radar da polícia.

    A organização de Jean-Thomas Léveillé exige das autoridades do Quebec uma investigação pública das atividades da polícia local e especialmente daquelas estruturas que autorizaram a realização das escutas.

    "Este é o golpe sério contra a reputação do Quebec, e de fato, do Canadá em geral no que diz respeito à liberdade de imprensa", disse Léveillé.

    Após o escândalo, o país de fato corre risco de perder pontos no ranking da Repórteres Sem Fronteiras, a organização não governamental que defende a liberdade de imprensa internacionalmente desde 1985.

    Mais:

    Imprensa turca atacada novamente: editor-chefe de jornal da oposição é detido
    Tags:
    escuta telefônica, liberdade de imprensa, Canadá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik