08:50 18 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Estudantes indianos do colégio de Saint Joseph Degree participam no protesto contra a cultura de estupro

    Terríveis vídeos de estupro são vendidos na Índia

    © AFP 2018 / Noah SEELAM
    Sociedade
    URL curta
    126

    O estado indiano de Uttar Pradesh ganhou má fama devido ao número crescente de incidentes de estupro, mas o que é mais preocupante é que muitos destes estupros são filmados e vendidos no mercado praticamente de graça.

    Vídeos de estupro se tornaram uma nova tendência no estado de Uttar Pradesh e eles podem ser encontrados em todo o estado. Estes vídeos estão em alta demanda e são vendidos a um preço de 75 cêntimos de dólar até US$ 3 (cerca de R$ 2,5 — 10), dependendo da exclusividade dos clipes.

    Vídeos de estupro da vida real se tornaram uma mania entre os jovens, a demanda para os quais supera a da pornografia regular. Os lojistas oferecem a possibilidade de baixar os vídeos diretamente em smartphones ou gravá-los em um pen drive.

    Em vários casos se observou que os culpados envolvidos em estupro, após gravar o vídeo do crime, publicam-no online.

    No último caso de estupro em Uttar Pradesh, os culpados filmaram todo o incidente e venderam o vídeo de estupro no mercado. Estes vídeos também foram usados pelos criminosos para ameaçar a vítima para que ela não fosse à polícia e, em alguns casos, os culpados também forçam a vítima a outra submissão sexual.

    Para comprá-los, você precisa de uma apresentação por um cliente anterior, o que dificulta que a polícia consiga deter os delinquentes.

    Mais:

    Jogadores de vôlei da seleção cubana são detidos na Finlândia por suspeita de estupro
    Dilma, em ato no Rio, condenou cultura de estupro e criticou o governo provisório
    Portugal registra manifestações de apoio à vítima de estupro no Rio
    Tags:
    pornô, culpados, delitos, criança, vídeo, demanda, estupro, polícia, ameaça, Uttar Pradesh, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik