05:48 18 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    Aparecida Schunck Flosi Palmeira, de 67 anos, sogra de Bernie Ecclestone, presidente da empresa que administra a Fórmula 1, foi libertada na tarde de domingo, 31, após dez dias de sequestro, informa a BBC.

    Aparecida Schunck foi sequestrada no dia 22 de julho. A pedido da família, as autoridades não divulgaram o sequestro. Dois bandidos exigiram o pagamento de € 168 milhões em dólares para libertá-la, mas foram presos e não houve pagamento de resgate.

    Segundo o Estadão, a ação dos bandidos começou às 13h30 de sexta-feira, 22. Dois homens tocaram o interfone da casa de Aparecida. Eles anunciaram que estavam ali para fazer a entrega de móveis que a sogra de Bernie aguardava. De fato, Aparecida devia receber móveis que seriam entregues em sua casa. Por isso, ela se adiantou às duas funcionárias da casa e foi abrir o portão. Acabou dominada pelos criminosos.

    Os sequestradores mantiveram contato com família apenas por e-mail e pediram inicialmente € 168 milhões. Desse total, parte teria de ser paga em real (R$ 5 milhões) e outra em dólares (US$ 5 milhões). Segundo a Revista Forbes, Bernie Ecclestone tem um fortuna avaliada em US$ 3,1 bilhões, cerca de R$ 10 bilhões. Caso a família concordasse em pagar o resgate, este seria o maior montante já pago em toda a história de sequestros no Brasil.

    Mais:

    Polícia do Rio investiga denúncia de sequestro e extorsão de atleta neozelandês
    Al-Qaeda exorta a sequestro de cidadãos ocidentais e atentados nas Olimpíadas no Rio
    Japão oficial admite sequestro de seu jornalista na Síria
    Tags:
    Brasil, Bernie Ecclestone, sequestro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar