20:18 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Aviso da polícia francesa procurando Salah Abdeslam, suspeito de autoria nos atentados de Paris.

    Terrorista responsável por ataques em Paris acusa deputado de violar sua vida privada

    © REUTERS / Police Nationale/Handout
    Sociedade
    URL curta
    0 02

    O terrorista Salah Abdeslam, principal suspeito dos ataques de Paris, acusa o deputado francês Thierry Solère de violar sua privacidade e apelou ao tribunal. O político relatou isto na quarta-feira via sua conta do Twitter.

    Durante sua visita à prisão onde o terrorista está detido, o deputado Thierry Solère foi surpreendido com suas condições de detenção. Elas não correspondem ao crime que o terrorista cometeu. Assim, Abdeslam tem mesmo, por exemplo, um aparelho de musculação remo seco em sua cela de prisão. O deputado critica o estado privilegiado do terrorista e escreveu uma carta ao ministro da Justiça francês, Jean-Jacques Urvoas, no qual ele pediu a explicação desta situação.

    O advogado dos terroristas, Frank Berton, considera inadequadas as ações de Solère. O político tem observado Abdeslam durante a oração e assistiu aos dados de câmeras de vigilância, o que poderia ser interpretado como interferência na vida privada.

    "O fato de um deputado da República informar os meios de comunicação sobre o que viu faz parecer que ele visitou o Jardim Zoológico ou um circo, é uma invasão da vida privada", comentou Berton em uma entrevista ao rádio Europa1.

    Salah Abdeslam agora apela para a retirada das câmaras de vigilância de sua cela.

    Uma série de atentados com tiroteios e tomada de reféns teve lugar em Paris em 13 de novembro. Entre os locais afetados estavam várias ruas da capital, o teatro Bataclan, perto do centro, e o estádio Stade de France, a norte da cidade. Os tiroteios tiraram a vida a mais de 150 pessoas. Já é o pior atentado da história francesa.

    Salah Abdeslam, detido durante uma operação especial na região de Bruxelas, revelou aos investigadores belgas que queria se fazer explodir no dia 13 de novembro em Paris, no Stade de France, onde as seleções da França e Alemanha disputavam um amistoso de futebol.

    Mais:

    Em nova suspeita terrorista PF prende homem no Rio
    ONU condena atentado terrorista em Qamishli
    VÍDEO: Exército sírio destrói centro do grupo terrorista Frente al-Nusra
    Tags:
    prisão, terrorista, Salah Abdeslam, França, Paris, Bruxelas, Bélgica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar