23:48 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Pokémon Go

    Rússia desenvolve alternativa ao Pokémon Go

    © Sputnik / Alexandr Kryazhev
    Sociedade
    URL curta
    0 74

    O Departamento de Tecnologias da Informação de Moscou elaborou um aplicativo móvel "Conheça Moscou. Foto", que permite aos usuários "capturar sósias digitais" de personagens famosos, espalhados pela cidade, e fazer fotos com eles, relata o site da Prefeitura de Moscou.

    "Até o fim de agosto no Play Market e AppStore surgirá o novo aplicativo móvel 'Conheça Moscou. Foto', que permite fazer fotos com personagens de culto. O aplicativo vai usar a mesma tecnologia que o muito popular Pokémon Go. Os personagens são encontrados no mapa usando GPS", comenta o Departamento.

    O usuário deve se aproximar à distância de 50 metros de um ponto no mapa do aplicativo, local de onde conseguirá ver uma personalidade famosa na tela do smartphone. Já no fim de agosto, os habitantes e visitantes de Moscou poderão "capturar" o cosmonauta Yuri Gagarin, o poeta Aleksandr Pushkin, o cantor Viktor Tsoi, o compositor Pyotr Tchaikovsky e muitos outros.

    Este projeto usará o formato muito popular do Pokémon Go para atrair a atenção para o aplicativo, que inclui numerosos dados fornecidos por historiadores.

    O Pokémon GO é um aplicativo gratuito baseado na tecnologia de "realidade aumentada" – os mundos digital e real se unem, porque a imagem que aparece na tela do smartphone é projetada em um local do mundo real, e nós a vemos como se estivéssemos tirando fotos ou filmando. Um dos principais objetivos do jogo – caça ao Pokémon (Pocket Monster – "monstro de bolso") — fez muitas pessoas, completamente absorvidas neste processo, a saírem às ruas, parques e praias.

    Mais:

    Pokémon GO é lançado na pátria dos pokémons
    Pokémon expande conceito de realidade aumentada
    Pokémon, não! ‘Catioro Go’ é o game do bem
    Tags:
    história, aplicativo, Pokémon Go, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar