13:37 17 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Uma freira

    Freira é acusada por ter ajudado ex-governante kirchnerista a esconder dinheiro (VÍDEO)

    © AFP 2019 / GABRIEL BOUYS
    Sociedade
    URL curta
    0 01

    A Promotoria da Argentina tenciona interrogar a esposa do ex-secretário de Obras Públicas do governo kirchnerista José López e uma freira que teria ajudado o antigo alto funcionário a ocultar dinheiro indevidamente obtido.

    A Sputnik soube de fontes próximas da investigação que a acusação considera que "a freira Celia Inés Aparicio tomou os sacos nas mãos com a naturalidade de quem colabora para ocultar um crime".

    Foi um vídeo divulgado no YouTube em 12 de julho, e filmado em 14 de junho, que mostra José López entregando uns sacos, bastante pesados, pelos vistos a uma freira furtiva na porta do convento da Nossa senhora de Fátima. Ele depositou os sacos na porta, junto a um fuzil-metralhadora calibre.22, segundo várias fontes, para que a suposta cúmplice transferisse os sacos para dentro do prédio.

    Isso aconteceu às 4h40 daquela madrugada.

    O promotor Federico Delgado acredita que a visita foi feita "de uma forma planificada e com o consentimento das freiras".

    "Elas o aguardaram, antes tinham conversado por telefone, abriram as portas para ele de madrugada e tentaram impedir a chegada das forças de segurança", diz o comunicado oficial da promotoria.

    A polícia chegou logo depois, em 10 minutos, para detê-lo. López, segundo o promotor, "zombou da polícia naquela noite, se identificando como 'Monsenhor Laguna'".

    Segundo os dados disponíveis, os sacos escondiam 9 milhões de dólares.

    Federico Delgado solicitou que a freira Alba Día de España Martínez, a madre superiora do convento, seja examinada por médicos para determinar se ela poderia ser submetida ao processo judicial. Delgado insiste que "testemunhas revelam que [ela] não pode dirigir suas ações por si própria".

    A madre Alba é uma das três freiras que moram no convento de modo permanente. Todas negam qualquer colaboração com López, insistindo que o mesmo só as visitara algumas vezes para trazer alimentação e outros objetos de primeira necessidade.

    Por outro lado, a implicação da mulher do ex-secretário foi confirmada para Delgado, pelo fato de terem mantido, ela com López, uma comunicação telefônica quase permanente.

    "Houve um contato fluído — tanto pessoal, como telefônico — entre ambos nas horas anteriores à detenção de López e também quando ele ocultou o dinheiro", alega o promotor.

    O processo de López está a cargo do juiz Daniel Rafecas, que decretou para o acusado prisão preventiva em 30 de junho. Ele está cumprindo preventiva em uma prisão na província de Buenos Aires.

    Mais:

    Quase todos os suspeitos de terrorismo nos EUA tinham permissão de porte de arma
    Polícia francesa prende suspeitos de profanar mesquita em Nice
    Turquia prende mais dois suspeitos de ataque a jornalista de oposição
    Tags:
    vídeo, dinheiro, crime organizado, freira, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar