09:56 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Papa Francisco durante uma oração com o Pallium, na Basílica de São Pedro en 29 de junho de 2016

    Papa substitui administrador da Arquidiocese, suspeito de pedofilia

    © AP Photo / Gregorio Borgia
    Sociedade
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Em um decreto assinado pelo Prefeito da Congregação para os Bispos, Cardeal Marcus Ouellet, nesta quarta-feira (6), o pedido de renúncia de Dom Aldo di Cilo Pagotto é satisfeito e um novo administrador da Arquidiócese da Paraíba é nomeado.

    Dom Aldo tem encabeçado a Igreja Católica na região de João Pessoa por 12 anos. Recentemente, ele se tornou o principal acusado de um escândalo de pedofilia; em sua carta justificativa citada pelo Globo, ele nega ter cometido crimes.

    "Embora tenha sido exitoso, desinstalei e desagradei muita gente, por razões facilmente presumíveis", diz Dom Aldo, alegando depois ter "alguns egressos" entre as pessoas que acolheu. Dom Aldo, de 66 anos, é suspeito de organizar uma comunidade de sacerdotes e seminaristas que abusavam sexualmente de menores.

    De acordo com a Rádio Vaticano, a renúncia foi aceite em conformidade ao parágrafo 2 do cânone 401 do Código de Direito Canônico. Diz o mesmo o seguinte:

    "Roga-se instantaneamente ao Bispo diocesano que, em virtude da sua precária saúde ou outra causa grave, se tenha tornado menos apto para o desempenho do seu ofício, que apresente a renúncia".

    A principal razão para a renúncia alegada pelo Dom Aldo são "sérias limitações de saúde, ademais das repercussões no equilíbrio emocional, causadas pela constante necessidade de superar conflitos inevitáveis, advindos de reações ao meu modo de ser e de agir".

    A partir de agora, Dom Aldo passa a ser considerado Bispo Emérito da Paraíba. O seu sucessor é Dom Genival Saraiva de França, o pernambucano Bispo Emérito de Palmares.

    Mais:

    Vaticano anuncia abertura dos arquivos secretos sobre a ditadura na Argentina
    Cazaquistão adotará castração química e divulgação de dados pessoais para deter pedófilos
    Papa Francisco tenta aproximação entre Vaticano e China
    'Deus terrorista': Jornal do Vaticano condena nova capa do Charlie Hebdo
    Papa Francisco cria data anual de cuidado com o meio ambiente para católicos
    Polícia Federal prende militar no Rio por pedofilia
    Papa Francisco fecha o cerco contra pedófilos na Igreja
    Tags:
    pedofilia, religião, Igreja Católica, Papa Francisco, Paraíba, Vaticano, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar