21:26 11 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Fire

    Queimada viva por casar com a pessoa errada

    © flickr.com/ Susanne Nilsson
    Sociedade
    URL curta
    14012
    Nos siga no

    Uma adolescente de 16 anos foi queimada pela sua própria mãe por ter casado sem autorização.

    Lahore, uma cidade no Paquistão, foi o cenário do crime, que poderia ter sido tirado do roteiro de um dos filmes de Tarantino.

    Caso foi o segundo em pouco mais de um mês
    © East News / Action press/Public Address
    Zeenat Rafiq foi queimada pela sua progenitora, que jogou querosene nela na sua própria casa.

    O marido da adolescente declarou que, alguns dias depois do casamento, a família tentara convencer Zeenat a voltar para casa.

    “No começo ela não quis voltar para a família porque acreditava que lá iriam matá-la. Entretanto, depois de um dos seus tios assegurar a sua segurança, ela voltou”- disse o marido ao Channel News Asia.

    A família da vítima admitiu a responsabilidade pelo ato, que é considerado um crime de honra no Paquistão, segundo informou a polícia.

    A rebeldia contra as normas impostas pela família foi causa de punição e morte de pelo menos 923 mulheres em 2015, segundo reportado pela Comissão de Direitos Humanos do Paquistão.

    Mais:

    Xiitas da Arábia Saudita defendem execução da família Saud
    Papa Francisco chama a combater terrorismo com ‘a arma do amor’
    Premiê paquistanês: EUA violam soberania do Paquistão
    Dicionário Houaiss quer mudar conceito de família
    J&J é condenada a pagar US$ 72 milhões à família de mulher morta por câncer nos EUA
    Tags:
    sociedade, casamento, jovem, fogo, família, crime, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar