17:12 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Crianças na fila para receber brinquedos no campo de refugiados na Grécia

    Turco condenado a 108 anos de prisão por estupro de crianças refugiadas

    © AP Photo / Amel Emric
    Sociedade
    URL curta
    211
    Nos siga no

    Um tribunal turco condenou um cidadão do país a 108 anos de prisão por estupro de crianças que vivem num campo de refugiados sírios, relata o jornal Hurriyet.

    Segundo o jornal, o cidadão Erdal E. (29 anos de idade) trabalhava como porteiro no campo situado na cidade de Nizip, província de Gaziantep, no sul da Turquia. Em 2015, durante de três meses ele cometeu os atos criminosos com crianças num banheiro público. Depois, ele oferecia pequenas quantias de dinheiro às crianças.

    Segundo a RIA Novosti, as vítimas eram meninos de 8 a 12 anos. Mas apenas as famílias de oito meninos se queixaram à promotoria, os outros pais tinham medo de perder sua condição de refugiados.

    O homem foi detido em setembro de 2015 e tem negado todas as acusações contra ele. Ao mesmo tempo, ele disse que foi torturado e perseguido na gendarmaria.

    No campo de Nizip vivem cerca de 10 mil refugiados. Em abril o campo foi visitado pela chanceler alemã Angela Merkel.

    A oposição ao presidente sírio, Bashar Assad, e a exigência de sua demissão pelos rebeldes, começou em 2011. Ela se transformou numa guerra civil de grande escala, durante a qual as organizações terroristas aumentaram sua força. Muitos sírios que fogem dos combates se refugiaram em países vizinhos. Atualmente na Turquia há mais de 2,7 milhões de refugiados da Síria.

    Mais:

    Criança maravilha polonesa: nascida depois da morte
    Programa de proteção a adolescentes ameaçados de morte guarda vítima de estupro coletivo
    População se manifesta contra cultura do estupro
    Tags:
    campo de refugiados, estupro, prisão, crianças, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar