19:37 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    452
    Nos siga no

    O soldado da infantaria da marinha norte-americana, Justin Castellanos, confessou ter agredido sexualmente uma turista de Fukuoka em Okinawa, província japonesa onde fica a base militar estadunidense de Kadena.

    Na primeira sessão do processo jurídico, o soldado disse que tinha encontrado a vítima dormindo em um corredor do hotel e a trouxe para o seu quarto, onde o crime foi cometido.

    “Ela estava dormindo no corredor. Eu a cutuquei, ela não se acordou, então eu tive o desejo de estuprá-la”, assim a agência Kyodo News cita as palavras de Justin Castellanos.

    O caso está sendo transitado no tribunal durante os protestos dos habitantes de Okinawa contra a presença militar norte-americana. As manifestações renovaram após a morte violenta de uma jovem japonesa que desaparecera em 28 de abril. Um oficial da base de Kadena foi acusado do crime.

    Mais:

    Visita de Obama: Desmilitarizar sim, mas não o Japão
    Brasil: Adolescente é vítima de estupro coletivo e autores divulgam vídeo na internet
    Tags:
    estupro, EUA, Japão, Okinawa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar