11:01 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Cidade Olímpica - Rio de Janeiro - 2016

    Impeachment de Dilma não prejudicará Jogos Olímpicos no Rio, diz COI

    Cidade Olímpica/PCRJ
    Sociedade
    URL curta
    211
    Nos siga no

    O presidente do Comitê Olímpico Internacional Thomas Bach acredita que as preparações finais para os Jogos Olímpicos não serão afetadas pelo afastamento da presidente do Brasil Dilma Rousseff, comunica a AP.

    Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, na 4 Conferência de Políticas Para as Mulheres, Brasília, Brasil, 10 de maio de 2016
    © AFP 2019 / EVARISTO SA
    Bach disse hoje (12) que a Olimpíada será um sucesso apesar a crise política que resultou em votação do Senado Federal a favor de impeachment de Dilma (55 senadores votaram em favor enquanto 22 estavam contra a medida) em menos de três meses antes dos jogos.

    “As preparações para os Jogos Olímpicos agora entrou em fase muito operacional e questões como essas têm muita menos influência de que em outras etapas de organização dos Jogos Olímpicos”, disse Bach.

    Lembramos que o Senado tem 180 dias para realizar uma investigação em relação a Dilma e decidir se ela deve ser permanentemente afastada do cargo. O vice-presidente Michel Temer será presidente interino durante o afastamento de Dilma.

    De acordo com a tradição, o chefe do Estado declara a abertura dos Jogos duramente a cerimonia solene de abertura que terá lugar em 5 de agosto no Estádio do Maracanã.

    “Tem um forte apoio dos Jogos Olímpicos no Brasil e estamos ansiosos em trabalhar com o novo governo para que eles passem com sucesso no Rio neste verão", disse Bach.

    "Temos notado o grande progresso no que foi feito no Rio de Janeiro e estamos confiados em sucesso dos Jogos Olímpicos em agosto", acrescentou.

    O processo de preparação para os  Jogos do Rio, os primeiros na América do Sul, foi empanado não somente pela crise política, mas também pela recessão profunda no Brasil, escândalo de corrupção, vírus Zika, atrasos no financiamento e contaminação da água nos locais da vela e remo olímpicos, afirma a AP.

    Bach deve viajar para o Rio no mês que vem para avaliar os preparativos.

    "O povo brasileiro vai apresentar os Jogos Olímpicos inesquecíveis, cheios de paixão ao esporte pelo qual eles são bem conhecidos", acrescentou ele. "Será um momento importante para que o Brasil mostre ao mundo a sua determinação de superar a crise atual. Serão os jogos do Brasil".

    Tags:
    opinião, impeachment, Jogos Olímpicos, Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, Michel Temer, Dilma Rousseff, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar