18:53 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Cartaz de J.Howard Miller intitulado Nós podemos fazer isso!

    Nada é sagrado: mulheres dominam profissões ‘masculinas’

    © Foto / Wikipedia
    Sociedade
    URL curta
    122
    Nos siga no

    Para contrariar as declarações bastante sexistas do chefe da Fórmula 1, apresentamos a lista de profissões que já não são exclusivas dos homens.

    O chefe da Fórmula 1 Bernie Ecclestone nunca foi considerado como uma pessoa caracterizada pela timidez. Ele é famoso por suas declarações duras, graças às quais é frequente aparecer em capas de jornais. Provavelmente por isso, os seus recentes comentários não foram surpresa.

    O homem mais famoso na Fórmula 1 disse que uma mulher nunca será tomada a sério dirigindo um carro de corrida, porque elas não têm a força física necessária para isso.

    ​Mesmo assim, a história tem provado que isso nem sempre é verdade. A Sputnik preparou uma lista de profissões que costumavam ser vistas geralmente como “masculinas”  mas nas quais não são raros os casos de sucesso “feminino” nestas áreas.

    Mecânicos

    Antes da Primeira Guerra Mundial, uma mulher trabalhar como mecânica seria visto como um absurdo completo. Esta profissão dominada por homens não teve uma participação de mulheres até o começo da guerra. Durante a guerra, o exército tinha problemas com pessoal do sexo masculino porque muitos homens morriam ou eram feridos na linha da frente.

    Por esta razão, as mulheres começaram a se juntar ao Corpo Auxiliar de Exército de Mulheres (WAAC na sigla em inglês) e começaram a reparar carros usados. Um número significativo de vagas de trabalho mais tarde foi ocupado por mulheres porque o trabalho não tinha a ver com combates e os homens deviam ser libertados para combater.

    ​Como resultado, tornou-se óbvio que as mulheres substituíam bem homens nestes lugares, além de também substituí-los em escritórios, refeitórios, transporte, lojas e bases militares.

    Antes do fim da guerra em 1918, mais de 50 mil mulheres se juntaram ao WAAC, realizando vários trabalhos em zonas de guerra na  França, Bélgica, Itália e Grécia.

    Bispos

    A questão da ordenação de mulheres como bispos sempre polarizou a sociedade, como se sabe. Mesmo assim, a Igreja Anglicana ordenou finalmente a sua primeira mulher bispo.

    ​Libby Lane, de 48 anos de idade, foi ordenada bispo de Stockport em frente de mais de 1.000 de pessoas em janeiro de 2015.

    Jogadores de beisebol

    O jogo de beisebol é geralmente visto como um esporte exclusivo dos homens e as mulheres não são tomadas a sério quando jogam ou mesmo participam em jogos.

    A Liga de Beisebol Feminino Profissional (AAGPBL) foi fundada em 1943 e continuou até 1954. Mais de 600 mulheres jogavam beisebol integradas nesta organização. Com base nesta página histórica, em 1992 foi filmado o filme “Uma Equipe Muito Especial”.

    Tecnologia

    No passado, mulheres e tecnologia eram duas noções que não combinavam bem.

    Mas, atualmente, mulheres constituem 24% de força de trabalho do famoso grupo STEM (sigla em inglês que significa Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) de acordo com o Departamento de Comércio dos EUA. 

    A diferença continua diminuindo rapidamente e cada vez mais mulheres se inscrevem em cursos de ensino médio e graus universitários em matemática e ciências, de acordo com o Departamento de Educação dos EUA. 

    Chefes de cozinha

    Muitas vezes, quando pensamos em cozinheiros ou chefes, pensamos em figuras famosas como Gordon Ramsey ou Jamie Oliver. Mesmo assim, esta área, anteriormente dominada pelos homens, também começa a ter um número cada vez maior de mulheres. 

    Como se vê, ter mulheres competindo em Fórmula 1 é só uma questão de tempo.

    Mais:

    ‘Eles têm medo de ser mortos por uma mulher’
    Mulheres japonesas reforçarão forças de defesa do país
    'Será que mulher pode ser considerada um ser humano?'
    Tags:
    educação profissional, feminismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar