00:39 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Rede americana de sorvetes tenta lucrar com momento de crise política do Brasil
    © flickr.com/ Eleanor Foong

    Sorvete promove a paz entre adversários políticos no Brasil

    Sociedade
    URL curta
    303

    O acirramento dos ânimos observado nos últimos meses nas manifestações de rua em todo o país, favoráveis e contrárias ao impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, está rendendo bons retornos no mercado publicitário. Agências lançam campanhas explorando este momento para vender a imagem de produtos e empresas.

    No mês passado, por exemplo, a campanha da cadeia de lanchonetes Habib’s dando apoio às manifestações dos opositores de Dilma se tornou viral na internet, com uma enxurrada de mensagens de apoio e protesto. Agora outro anunciante a colher os louros desses anúncios de oportunidade é a rede americana de sorvetes Ben & Jerry, representada no Brasil pela Unilever. Ao invés de tomar partido no impasse político brasileiro, a campanha “Paz, Amor & Sorvete” uniu os dois lados. Enquanto saboreiam um sorvete, as duplas divergem em posições políticas, mas chegam a uma conclusão: é preciso respeitar a opinião do outro. O filme, também viral nas redes sociais, tem a hashtag #AmorÉProgresso.

    A exploração de momentos políticos importantes vem de longe na história da publicidade brasileira. Para os de boa memória, houve anúncios emblemáticos, como os dos sapatos Vulcabrás, que tiveram como garotos-propaganda os ex-Governadores Paulo Maluf e Leonel Brizola, ou os do ator Carlos Moreno, que encarnava os principais candidatos à Presidência da República em 2014, nos anúncios da Bombril.

    O fundador e secretário-geral da Associação Latino-Americana de Publicidade (ALAP), João Firme, é um dos que veem com bons olhos os anúncios de oportunidade política.

    Firme diz que isso é possível porque o Brasil desfruta de plena liberdade de imprensa e de expressão e tem um bom trabalho desenvolvido pelo Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar), que faz o julgamento de peças quando há alguma denúncia.

    “Vemos que as iniciativas de grandes agências, de aproveitar o momento que vive o país, só estão lucrando com isso. Alguns também querem aproveitar de outra maneira, e aí são barrados pelo Conar e pelos sindicatos. Houve o caso de uma agência que apareceu no Rio Grande do Sul com uma fotografia do povo reclamando contra Dilma e dizendo assim: ‘Deixe de reclamar como eles e venha comprar…’ Aí não dá.”

    Segundo Firme, as campanhas publicitárias amenizam o atual quadro de tensão social.

    A gente acredita que discutir política é essencial, mas nem sempre essas conversas são tranquilas, né? Por isso a gente resolveu chamar pessoas que pensam diferente para trocar opiniões. Assista e descubra que dá pra discordar com amor. <3 #AmorÉProgresso

    Publicado por Ben & Jerry's em Domingo, 3 de abril de 2016

     

    “A campanha do Paz & Amor do sorvete é muito bonita, é anúncio para prêmio. Vejo tudo isso como um prenúncio de que o povo quer viver bem, ter qualidade de vida, e graças à liberdade de expressão a gente pode dizer isso. Vejo com simpatia as campanhas que levam o povo a pensar em uma qualidade de vida melhor.”

    Mais:

    Impeachment: relator, ‘de consciência tranquila’, decide por abertura de processo
    Tags:
    sorvete, impeachment, Conar, Vulcabrás, Habib’s, Unilever, Bombril, Ben & Jerry, Paulo Maluf, Leonel Brizola, Carlos Moreno, Dilma Rousseff, Rio Grande do Sul, EUA, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik