03:27 16 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Autoridades do país decidiram pela exclusão de conteúdos considerados moralmente perigosos

    China proíbe gays, drogas e bruxas na televisão

    © flickr.com/ Kevin Wong
    Sociedade
    URL curta
    35366

    O que têm em comum as bruxas, os homossexuais e as drogas? Todos agora estão proibidos de aparecer em programas de televisão da China.

    Segundo a mídia chinesa, o governo do país divulgou um documento solicitando aos produtores do setor audiovisual para excluir de sua programação qualquer conteúdo que possa ser considerado "moralmente perigoso". Entre esses, estariam temas como as relações entre pessoas do mesmo sexo, a infidelidade, as superstições, a reencarnação e a bruxaria, além do uso de substâncias ilícitas.

    Por conta dessa nova regulação, as autoridades já teriam suspendido a transmissão de algumas séries de grande popularidade, incluindo a internacionalmente famosa "Go Princess Go", acusada de possuir sexo em abundância, violência e outros "conteúdos controversos", e outros programas que poderiam influenciar os adolescentes com cenas de amor, brigas, consumo de álcool e hábitos viciosos. 

    Ainda de acordo com a imprensa chinesa, Pequim também teria vetado a exibição de programas policiais que possam revelar estratégias e táticas utilizadas pelas forças de segurança, por receio de que isso possa ajudar os criminosos a escapar da polícia.

    Mais:

    Documento pré-Sínodo dos Bispos detalha posição de gays e divorciados na Igreja Católica
    Líder do Bloco Poroshenko: Ucranianos 'fingem ser gays’ para receber asilo na Europa
    Tags:
    bruxaria, drogas, gay, homossexualismo, televisão, TV, Go Princess Go, Pequim, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik