07:49 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Logo do canal RT

    'Nós conseguimos que a nossa voz seja ouvida'

    © Sputnik / Evgeniy Biyatov
    Sociedade
    URL curta
    8272

    Cerca de 35 milhões de pessoas acompanham o canal russo RT diariamente, mostra uma pesquisa do Instituto Ipsos.

    De acordo com os dados da pesquisa, o número de pessoas que assistem à programação do canal a cada semana se aproxima dos 70 milhões.

    Estes números fazem do RT membro do Top 5 dos canais televisivos noticiosos mais populares nos EUA e na Europa.

    Diz a redatora-chefe do canal, Margarita Simonyan, citada pela Rossiyskaya Gazeta, que a pesquisa vem coroar 10 anos da existência do RT. A pesquisa abrange 38 países da Europa, Ásia, África, Oriente Médio e as Américas.

    "Com efeito, nós conseguimos fazer com que a voz do RT seja ouvida no mundo todo", constata Simonyan.

    Os dados da pesquisa mostram que a cada semana, mais de 36 milhões de pessoas acompanham o RT em dez países europeus. O número supera os 8 milhões nos EUA. 11 milhões de pessoas semanais correspondem ao Oriente Médio e à África; já na Índia, os espectadores são 7 milhões por semana.

    A enquete foi feita por representantes do Ipsos durante cinco meses com margens de confiança adequadas e grande representatividade.

    O presidente da Ipsos Connect para Oriente Médio, Norte da África e Paquistão, Elie Aoun, explicou que "a pesquisa foi realizada para coletar informações mais precisas sobre o público telespectador e o seu comportamento em 38 países, principalmente em relação a canais internacionais e pan-regionais de notícias".

    No que toca a esta relação: os dados do canal alemão Deutsche Welle mostram um público de 50 milhões de espectadores semanais, os seus colegas do francês France 24, reivindicam 45 milhões, e o BBC World News tem um público de 76 milhões de pessoas por semana.

    A versão online do RT também mostra importantes êxitos, com mais de 49 milhões de usuários únicos por mês. Este dado é dos analistas da comScore.

    Opinião oficial

    O vice-ministro russo das Comunicações, Aleksei Volin, acredita que a pesquisa mostra que a emissora RT "acertou nas expectativas do público".

    "Primeiro, o RT transmite um ponto de vista próximo e compreensível para uma parte significativa de outros países que partilham os valores tradicionais. Segundo, é claro que em uma época quando a Rússia se fortalece tanto no sentido político, como no militar, as pessoas queiram compreender o que preocupa as autoridades e a sociedade russas e o que elas pensam", prosseguiu.

    O instituto

    O Instituto Ipsos é a terceira maior empresa de marketing do mundo que se ocupa de pesquisas de opinião pública e tem sucursais em 86 países e uma base de 5.000 clientes.

    Mais:

    Mino Carta: ‘Mídia hoje no Brasil está a serviço da oposição e de grupos econômicos’
    Mídia: Ocidente vem perdendo o seu poder rapidamente
    Canal ucraniano mostra a Crimeia como parte da Rússia
    Televisão russa revela arma nuclear secreta
    Ex-secretária dos EUA monitorou canal russo RT regularmente
    Convenção de Rádio e Televisão Cuba 2015 combate monopólios de mídia
    Holanda pede ajuda do canal RT na investigação da queda do voo MH17
    Ex-chefe da BBC: canal tem que resistir a influência do governo
    Rede de televisão francesa é invadida por hackers ligados ao Estado Islâmico
    Tags:
    Ipsos, RT, Margarita Simonyan, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik