11:03 25 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bloco Céu na Terra Desfila em Santa Teresa
    © AP Photo / Silvia Izquierdo

    Comerciantes do Rio esperam aumento nas vendas até o fim do Carnaval

    Sociedade
    URL curta
    0 12

    Mesmo com a crise econômica no Brasil, o comércio carioca está animado com as vendas para o Carnaval no Rio de Janeiro, uma das cidades mais procuradas do país na época de folia.

    Uma pesquisa, realizada pelo Clube dos Diretores Lojistas do Rio (CDL), revela aquecimento das vendas nas lojas especializadas em produtos para o Carnaval.

    Os comerciantes do Rio de Janeiro esperam um aumento de 1% nas vendas até o fim do carnaval, comparando com o mesmo período de 2015.

    Em entrevista exclusiva para Sputnik Brasil, o  Presidente do CDL, Aldo Gonçalves, contou que, para driblar a crise, os comerciantes do Rio estão investindo em descontos para atrair os clientes. “Estamos fazendo promoções especiais, com descontos e campanhas promocionais. Cada um dentro do seu segmento está buscando ser criativo, tem que sair da mesmice.”

    Aldo Gonçalves destacou as dificuldades enfrentadas este ano, mas disse que o Rio de Janeiro sempre possui um apelo maior nesta época do ano, principalmente por conta do verão e do carnaval. Muitos turistas vem para a cidade e, além disso, aumentou de modo considerável o número de foliões nos blocos de rua, o que tem colaborado para o aumento das vendas de produtos para a folia.

    O Presidente do Clube dos Diretores Lojistas explica que o Rio de Janeiro se destaca em vendas durante o carnaval, porque os foliões não usam fantasias padronizadas, como acontece em outros estados, principalmente, para participar dos blocos de rua da cidade. “O Rio se sai melhor porque o carnaval do Rio é muito tradicional. O Rio de Janeiro quase não tem blocos com fantasias fixas. A maioria é livre e isso favorece o comércio. O Rio de Janeiro se aproveita do crescimento do número de blocos de rua, que são agremiações que não tem fantasias oficiais.”

    Segundo Aldo Gonçalves, os produtos em destaque e mais consumidos pelos foliões neste carnaval carioca são acessórios para fantasias, tais como chapéus, máscaras, roupas de praia, camisetas decoradas e shorts.

    Ainda segundo a pesquisa do CDL, este ano as pessoas estão gastando cerca de R$ 100 para montar sua fantasia. O consumidor está utilizando o cartão de crédito parcelado como principal forma de pagamento, informa o estudo.

    Preocupado com a alta do dólar e o desemprego,  Aldo Gonçalves acredita em tempos difíceis para o comércio nas próximas datas festivas do ano, mas ressalta que é preciso ser otimista. “Nós estamos aguardando as medidas que o governo deve adotar logo após o carnaval, principalmente em março. O que nos preocupa muito é o desemprego, mas também não podemos ser pessimistas, porque na área de vendas temos que vender otimismo.”

    A pesquisa do Centro de Estudos do Clube ouviu 300 lojistas da Cidade do Rio de Janeiro entre 18 a 22 de janeiro para conhecer a expectativa de venda de produtos para o Carnaval.

    Tags:
    blocos de rua, pesquisa, turismo, comércio, Carnaval, Clube dos Diretores Lojistas do Rio (CDL), Aldo Gonçalves, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik