21:07 14 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    119636
    Nos siga no

    Dois passageiros árabes foram expulsos de um avião grego com destino a Tel- Aviv no domingo (3) depois de os outros passageiros israelenses a bordo exigirem que os dois homens fossem retirados do voo, informou a AFP nesta quarta-feira.

    As autoridades palestinas exigiram que Atenas explicasse tal ação que, segundo elas, "faz lembrar" o apartheid.

    Os dois passageiros árabes com documentos israelenses foram retirados de um voo da Aegean Airlines antes de partir de Atenas, após os passageiros israelenses terem protestado sobre a sua presença a bordo.

    A segurança do aeroporto verificou em seguida os documentos dos palestinos mas os achou em perfeita conformidade.

    Ainda assim, os passageiros israelenses recusaram-se a voar enquanto os dois homens palestinos permanecessem a bordo.

    "Tudo começou com três ou quatro pessoas e, no final, já havia 60-70 pessoas em pé, exigindo que os dois homens saíssem", disse o porta-voz da companhia aérea.

    Os dois palestinos finalmente tiveram que deixar o avião, cujo voo foi adiado por 90 minutos, tendo feito a viagem no dia seguinte.

    Saeb Erekat, secretário-geral da Organização para Libertação da Palestina, chamou o incidente de "injusto e vergonhoso".

    "Apelamos ao governo grego para tomar medidas rigorosas contra este ato racista, incluindo a compensação para os dois passageiros palestinos. Este comportamento horrível dos passageiros de Israel é uma reminiscência dos piores anos do apartheid sul-africano", disse ele.

    Mais:

    Israel: penas mais rígidas para palestinos que atiram pedras
    Palestina e Israel: nova onda do terror mútuo
    Bebê palestino morre asfixiado por gás lacrimogêneo disparado por soldados de Israel
    Tags:
    aviação civil, apartheid, Organização para Libertação da Palestina, Palestina, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar