06:13 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    Capital francesa sofre pior atentado da história (68)
    33612
    Nos siga no

    Antes do início do amistoso de futebol entre as seleções da Turquia e Grécia em Istambul, os fãs turcos desprezaram o minuto de silêncio dedicado às vítimas dos atendados em Paris que aconteceram na sexta-feira passada (13).

    Segundo escreve o jornal The Daily Mail, quando ambos os times estavam em formação no centro do campo para uma cerimônia de luto e foi anunciado um minuto de silêncio, os torcedores turcos começaram a vaiar e gritar “Allahu Akbar!” (Deus é grande, em árabe).

    No jogo estavam presentes os primeiros-ministros dos ambos os países – Alexis Tsipras (Grécia) e Ahmed Davutoglu (Turquia).

    Depois do jogo, o técnico turco Fatih Terim censurou a ações dos fãs:

    “Os torcedores deviam se ter comportado de outra maneira. Hoje é um dia de boa vizinhança, mas eles mostraram o contrário”.

    O jogo terminou em empate a 0-0. Foram vendidos 17 mil ingressos.

    Entretanto em um outro jogo, os espetadores mostraram uma atitude absolutamente diferente – a de solidariedade. Foi no amistoso Inglaterra — França (2:0), onde os torcedores ingleses cantaram o hino nacional francês "A Marselhesa".

    Uma série de atentados com tiroteios e tomada de reféns teve lugar em Paris na sexta-feira, 13 de novembro. Entre os locais afetados estavam várias ruas da capital, o teatro Bataclan, perto do centro, e o estádio Stade de France, ao norte da cidade. Segundo os últimos dados os atentados levaram as vidas de 129 pessoas, mais de 300 foram feridas. É já o pior atentado da história francesa.


    Tema:
    Capital francesa sofre pior atentado da história (68)
    Tags:
    terrorismo, futebol, França, Inglaterra, Paris, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar