14:02 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    0 21
    Nos siga no

    Os socorristas terminaram completamente o exame da zona adjacente ao local da queda do A321 russo na península do Sinai, disse nesta segunda-feira o ministro para Situações de Emergência da Rússia, Vladimir Puchkov.

    Segundo uma fonte citada pela agência de notícias RIA Novosti, as partes da fuselagem do avião já examinadas não levam rastros de explosivos.

    Porém, as obras de busca ainda irão continuar, disse a fonte.

    O Ministério para as Situações de Emergência da Rússia tinha afirmado que iria continuar as obras de resgate até encontrar os restos de todos os passageiros.

    Ampliação

    Também Vladimir Puchkov afirmou que a zona da operação de busca no local da queda se ampliará para 30 quilômetros quadrados ao redor dos restos do avião.

    Uma área de 20 km2 já foi examinada.

    Acidente

    O sábado passado, dia 31 de outubro, foi dia de volta das férias para 217 pessoas, inclusive 25 crianças, que tinham estado na cidade balneária de Sharm el-Sheikh, na beira do mar Vermelho, no Egito. Ao decolar e voar uma parte do trajeto rumo à cidade russa de São Petersburgo, o avião subitamente deixou de ser visível nos radares e de devolver o sinal dos gerentes de voo. Em breve, a sua queda foi confirmada em um lugar na península do Sinai.

    Tema:
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    Tags:
    Rússia, Egito, Vladimir Puchkov, Ministério para Situações de Emergência, avião, acidente, acidente aéreo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar