12:22 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0517
    Nos siga no

    As autoridades locais na Alemanha decidiram alojar refugiados em um edifício que durante a Segunda Guerra Mundial pertencia a um campo de concentração, informa a revista Der Spiegel.

    Segundo a edição, na altura o território em Schwerte, no ocidente do país, serviu como campo para os presos da Europa de Leste deslocados para trabalhos forçados.

    Passados quase 70 anos, em um dos edifícios se planeja alojar 21 refugiados. A utilização anterior desta estrutura não é conhecida. Talvez tivesse sido um quartel dos guardas.

    A edição alemã destaca que as autoridades da cidade não veem nada de vergonhoso nesta situação e dizem que este edifício já fora usado como armazém, infantário e escola artística.

    No entanto, a opinião pública criticou severamente tal decisão. Um funcionário para os assuntos dos refugiados chamou esta decisão de “alarmante, estranha, denotando, pelo menos, falta de sensibilidade”.

    Na quinta-feira (10) o vice-chanceler da Alemanha Sigmar Gabriel disse que desde janeiro no país entraram cerca de 450 mil refugiados.

    A Organização de Nações Unidas divulgou recentemente as suas estimativas: cerca de 850 mil refugiados do Oriente Médio chegarão à Europa procurando asilo nos próximos dois anos.

    Alguns especialistas escrevem que a atual crise humanitária na Europa é a pior desde a Segunda Guerra Mundial.

    Mais:

    4.000 militantes do Estado Islâmico penetraram na Europa sob a capa de refugiados
    Merkel defende cotas vinculativas para Europa receber refugiados
    Tags:
    Alemanha, Der Spiegel, campo de concentração, refugiados, crise migratória
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar