13:50 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Migrantes ficam à espera de comida distribuída por voluntários macedônios na estação ferroviária em Gevgelija, na fronteira entre Macedônia e Grécia. 4 de agosto de 2015

    Europa não resolverá a crise migratória sem Rússia

    © AFP 2018/ Dimitar Dilkoff
    Sociedade
    URL curta
    13201

    O ex-premiê francês culpou em uma entrevista à rádio France Info os líderes europeus de que eles não querem ver a razão fundamental do problema migratório.

    Para resolver a crise dos refugiados sírios é preciso pôr fim à guerra na sua pátria o que é impossível sem a Rússia e o Irã. 

    As fotos do menino sírio Aylan Kurdi, cujo corpo foi arrastado no litoral turco perto da cidade de Bodrum, emocionaram o mundo inteiro. Na entrevista à France Info o ex-premiê francês François Fillon culpou a Europa que se recusa a dialogar com a Rússia e o Irã.

    “É normal que esta fotografia desperte a nossa consciência, faça lembrar que o nosso dever é acolher e proteger as pessoas que são perseguidas e ameaçadas”, afirmou o ex-primeiro ministro.

    No entanto, o ex-premiê destaca que ao invés de lidar com as raízes do problema, a Europa tenta resolver as suas consequências.

    “Esta criança não morreu porque a Europa tinha desistido de o acolher. Ele morreu porque tinha escapado à guerra na Síria. A responsabilidade que a Europa tem pela morte desta criança é de que durante muito tempo ela não queria avaliar francamente a situação na Síria, fazer uma aliança com os russos e iranianos para pôr fim à guerra na região”, precisou François Fillon.

    A Síria está envolvida em uma guerra civil desde março de 2011. O governo luta contra vários grupos rebeldes e organizações militares, incluindo a Frente al-Nusra e o grupo terrorista Estado Islâmico, proibido na Rússia. No entanto, o Ocidente não quer considerar o presidente da Síria, Bashar Assad, como um aliado na luta contra o grupo terrorista.

    Mais:

    EUA se recusam a ver Assad como aliado contra o Estado Islâmico
    Assad reconhece ajuda russa em busca de solução para a crise Síria
    Moscou prepara um novo plano de regularização na Síria
    Tags:
    crise migratória, conflito sírio, Síria, UE, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik