10:51 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Congresso da FIFA em 29 de maio de 2015, em Zurique.

    Congresso da FIFA recebe ameaça de bomba

    © AFP 2017/ FABRICE COFFRINI
    Sociedade
    URL curta
    0 04

    Foi recebida uma ameaça de explosão durante o congresso da FIFA, celebrado hoje na Suíça.

    Segundo a mídia local, houve ameaça de bomba durante o congresso da Federação Internacional de Futebol Associations que está acontecendo nesta sexta-feira (29) em Zurique, Suíça.

    Uma fonte na polícia confirmou ter recebido o sinal correspondente por volta das 11h da hora local (7h em Brasília).

    Jornalistas locais comentam que foram obrigados a abandonar o local em que a reunião estava sendo celebrada.

    Ainda não se sabe se o congresso vai continuar hoje.

    Nesta sexta, a FIFA deve eleger o seu presidente. O chefe atual da federação, Joseph (Sepp) Blatter, enfrenta muitas críticas devido à investigação do caso de corrupção, liderada pelos EUA. Como parte do processo criminal iniciado, foram realizadas várias prisões.

    Também nesta sexta, o congresso da FIFA devia decidir se Israel irá ou não permanecer na FIFA.

    Escândalo

    O congresso da federação acontece em meio a uma investigação em caso de corrupção que está a ponto de se tornar um escândalo internacional de grande escala. A posição do presidente atual da FIFA, Joseph Blatter, também não está muito firme por causa disso.

    Nesta sexta, ele comentou o problema da corrupção na organização, dizendo que ele também tem, enquanto presidente, certa responsabilidade pelo que acontece na entidade que chefia.

    No entanto, para o jornalista esportivo turco Kenan Basaran, a responsabilidade pelo escândalo na FIFA é dos EUA:

    "Apesar do fato de a operação de detenção dos funcionários da FIFA por acusações de corrupção ter sido realizada pela polícia de Zurique, o verdadeiro organizador desta operação é o FBI. Depois dos atentados de 11 de setembro [de 2001], os EUA se apropriaram do direito de mexer em acontecimentos e processos mundiais".

    Para Basaran, os Estados Unidos estão ansiosos de "interpretar o papel de revelador dos corruptos", sem que isso signifique combate à corrupção dentro do seu próprio país.

    Mais:

    Em meio ao escândalo, FIFA realiza eleições para a presidência da entidade na sexta-feira
    Ministro da Justiça anuncia: Polícia Federal pode investigar escândalo da FIFA
    EUA usam escândalo de corrupção na FIFA em seus próprios interesses
    Fifa afasta José Maria Marin e mais dez investigados em casos de corrupção
    Guerra de informação contra a FIFA continua
    Tags:
    eleições, FIFA, Joseph Blatter, Zurique, Suíça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik