13:58 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Ativistas do Occupy Democracy estendem faixa em frente ao Parlamento britânico

    Occupy Democracy resiste à polícia e pede democratização da mídia em Londres

    © OccupyDemocracy
    Sociedade
    URL curta
    0 29762

    As manifestações organizadas pelo movimento Occupy Democracy em Londres e em outras cidades do Reino Unido entraram hoje (5) em seu quinto dia, que, segundo informa o site do grupo, será dedicado às demandas por reforma democrática da mídia.

    Diversas ações foram agendadas para esta terça-feira. No centro de Londres, onde muitos ativistas montaram acampamento em frente ao Parlamento britânico, um comício marcado para começar ao meio-dia, no horário local, reuniu representantes da Coalizão Reforma da Mídia (Media Reform Coalition), uma organização independente que apoia o pluralismo dos meios de comunicação, bem como do Escritório de Jornalismo Investigativo (Bureau of Investigative Journalism).

    O ato foi seguido de uma oficina dada pela revista independente e sem fins lucrativos Strike!, sobre o tema da propaganda subversiva e do “brandalism”, prática artística da contracultura britânica cujo foco reside na alteração ou pichação de outdoors e cartazes publicitários de marcas corporativas para recuperar os espaços públicos da cidade.

    Além de Londres, as manifestações do Occupy Democracy estão ocorrendo em várias outras cidades do Reino Unido, como Liverpool, Brighton e Leicester.

    Lançada em 1º de Maio, Dia do Trabalho, a campanha pela democratização livre do controle corporativo está programada para continuar até o dia 10 de maio. O evento acontece em meio aos preparativos para a eleição geral do Reino Unido, marcada para o dia 7, quando os britânicos escolherão representantes para os 650 assentos da Câmara dos Comuns, câmara baixa do Parlamento nacional.

    Apesar do teor pacífico do movimento, em quatro dias de manifestações a polícia já realizou três prisões até agora. Na segunda-feira (4), três ativistas sentados em uma barraca foram detidos e removidos brutalmente do local pela polícia, segundo relataram os participantes do Occupy nas redes sociais.

    After a battle for our tent and some ridiculous over-policing, we have resumed discussions with members of Friends of The Earth and Reclaim The Power in front of the Gandhi statue.

    Posted by Occupy Democracy on Monday, May 4, 2015

    É ilegal montar tendas para protestar na Praça do Parlamento de Londres, mas, de acordo com os ativistas, a polícia exagerou enormemente em sua reação quando enviou cerca de 50 agentes para cercar a tenda. Segundo testemunhas, pelo menos dez policiais se envolveram na prisão de cada um dos três manifestantes.

    Mais cedo na segunda-feira, os ativistas fantasiaram a estátua de Gandhi que se situa na Praça do Parlamento, vestindo o monumento em uma lona azul, pedindo a criminalização da exploração de combustíveis fósseis e o uso de energias renováveis.

    Occupy Democracy dressing Gandhi with Tarpaulin shawl.#OccupyDemocracy#ParliamentSq#Tarpaulin#Maythe4thBeWithYou#MayThe4th

    Posted by Occupy Democracy on Monday, May 4, 2015

    A proteção do ambiente e as alterações climáticas são uma das questões-chave para as quais o Occupy Democracy está tentando atrair a atenção do público, e foram o foco dos debates e oficinas de ontem.

    No domingo (3), os manifestantes abordaram o tema do lobby e do financiamento corporativo de campanhas políticas. Além disso, houve protestos contra o Acordo de Parceria Trans-Pacífico (TPP), um ambicioso projeto defendido pelos EUA para criar uma área de livre comércio entre as nações participantes. O acordo visa minar a influência da China nos mercados globais, como admitiu recentemente o próprio presidente norte-americano, Barack Obama, e muitos críticos afirmam que o TPP tornaria a regulação dos mercados mais difícil para os Estados europeus. Além disso, segundo o editor-chefe do Wikileaks, Julian Assange, “o regime de Propriedade Intelectual do TPP pisotearia os direitos individuais e a liberdade de expressão”.

    No sábado (2), os eventos do Occupy Democracy se voltaram para a questão da democracia, que estaria sendo invadida por interesses corporativos no Reino Unido, de acordo com o grupo. Às vésperas da eleição geral do dia 7, os ativistas exigem que o Parlamento britânico aja no interesse do povo, e não das grandes corporações.

    Mais:

    Pesquisa aponta empate entre governistas e oposicionistas no Reino Unido
    Cidadãos do Reino Unido querem sair da União Europeia
    Tags:
    brandalism, manifestações, democracia, eleições, Occupy London, Occupy Democracy, Londres, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik