02:10 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    COVID-19 no mundo em outubro de 2021 (23)
    11363
    Nos siga no

    Artigo foi publicado inicialmente pelo tabloide britânico The Sun, que ainda não se pronunciou. Nesta terça-feira (12), o Daily Express pediu desculpas por publicar "informações falsas" sobre a vacina Sputnik V contra a COVID-19.

    O tabloide britânico Daily Express corrigiu um artigo publicado na segunda-feira (11) que afirmava falsamente que a "Rússia copiou a fórmula da vacina da AstraZeneca [contra a COVID-19] e a usou para ajudar a desenvolver sua própria vacina".

    Na atualização, a mídia afirma que a matéria "continha informações falsas", observando que a expertise do grupo que criou a vacina russa Sputnik V, o Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, é de conhecimento público.

    Funcionária do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya russo em laboratório
    © Sputnik / Fundo de Investimento Direto da Rússia e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya
    Funcionária do Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya russo em laboratório
    O tabloide britânico pede desculpas pela publicação da falsa alegação de roubo e procura "esclarecer as coisas" publicando a resposta oficial do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), que financiou o desenvolvimento da Sputnik V.

    "A Sputnik V é baseada em uma plataforma [de vetor de] adenovírus humano bem estudada, cuja eficácia e segurança foram comprovadas ao longo de décadas. Desenvolvedores da Sputnik V, o Centro Gamaleya utilizou a mesma plataforma adenoviral humana para suas pesquisas pioneiras anteriores ao longo dos anos, incluindo vacinas contra ebola em 2017 e MERS em 2019, para desenvolver rapidamente a vacina russa contra COVID-19. Em contraste, a AstraZeneca usa vetor adenoviral de chimpanzé para sua vacina em vez do vetor humano usado pela Sputnik V", lê-se na nota do RFPI, reproduzida no tabloide.

    As alegações de que um espião russo roubou uma fórmula de vacina da AstraZeneca para criar a Sputnik V, a primeira vacina contra o novo coronavírus registrada no mundo, foram publicadas originalmente por outro tabloide britânico, The Sun.

    O Kremlin rejeitou as alegações como "não científicas", enquanto o RFPI detalhou porque tais declarações eram falsas. Contudo, The Sun ainda não retirou o artigo que contém as alegações falsas e, em vez disso, publicou outra falsidade alegando que a Rússia não apenas copiou a fórmula da AstraZeneca, como rotineiramente rouba segredos comerciais do Reino Unido.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em outubro de 2021 (23)

    Mais:

    CPI da Covid: Prevent Senior defendeu cloroquina para atuar contra lockdown, diz advogada de médicos
    Todos vacinados com Sputnik V desenvolvem anticorpos contra COVID-19, conclui estudo argentino
    COVID-19: após 18 meses, Portugal reabre boates no 'dia da libertação'; médicos aprovam o timing
    Guedes defende estratégia brasileira contra COVID-19 e anuncia pacote verde de US$ 2,5 bilhões
    Tags:
    Rússia, vacina, vacina, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar