09:31 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    3441
    Nos siga no

    Nesta quinta-feira (9), em seu discurso na 13ª cúpula do BRICS, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que os países do BRICS não estão interessados em que o tráfico de drogas e o terrorismo se espalhem a partir do Afeganistão.

    "Claro que não estamos interessados em que o Afeganistão permaneça uma ameaça para os países vizinhos, que do território afegão nos ameace o terrorismo e o tráfico ilegal de drogas. Estamos interessados em parar o fluxo migratório. [Apoiamos] que os afegãos possam viver em paz e dignidade em sua terra natal", afirmou Putin.

    O presidente russo disse que a retirada dos EUA do Afeganistão levou a uma nova crise e ainda não está claro como isso afetará a segurança regional e global. Os antigos conflitos regionais não só não terminam, como recomeçam "com novo vigor".

    "Não só não terminam, como recomeçam com novo vigor os antigos conflitos regionais. A retirada dos EUA e de seus aliados levou ao surgimento de uma nova situação de crise e ainda não está totalmente claro como isso afetará a segurança regional e global", indicou o presidente russo.

    Putin sublinhou que a Rússia, junto com os outros países do BRICS, presta uma atenção especial a esta situação. A Rússia está disposta a continuar trabalhando em estreita colaboração com todos os Estados-membros do BRICS em todas as esferas.

    A nova rodada da crise no Afeganistão está ligada às "tentativas irresponsáveis de impor de fora valores alheios".

    "Tudo isso resulta em desestabilização e por fim em caos, depois disso os autores de tais experimentos fogem apressadamente, deixando inclusive seus protegidos à mercê do destino. Toda a comunidade internacional tem depois de resolver as consequências", ressaltou Putin.

    O presidente acrescentou que, neste contexto, a agenda da cúpula é altamente relevante, dado que se trata do reforço da cooperação baseado na sucessão, na consolidação e no consenso.

    "A estreita colaboração dos países do BRICS é requerida, considerando que a situação no mundo permanece altamente turbulenta", disse Putin.

    Mais:

    Talibãs afirmam que permanência de seus ministros em listas negras viola acordo de Doha
    Por telefone: Putin e chefe do Conselho Europeu discutem Afeganistão, Ucrânia e Nagorno-Karabakh
    Blinken: EUA avaliam anúncio de novo governo talibã e legitimidade terá que ser 'conquistada'
    Troca por troca: pelo menos 4 dos novos ministros do Talibã estiveram presos em Guantánamo
    Tags:
    EUA, Rússia, BRICS, cúpula, Afeganistão, tráfico, drogas, terrorismo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar