07:53 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    8770
    Nos siga no

    Rússia não será arrastada para uma nova e dispendiosa corrida armamentista, o país já tem tudo o necessário para se defender, disse Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores russo.

    "Nós não vamos levar em consideração quaisquer ameaças e ultimatos, além disso, vamos nos opor a isso resolutamente, mas fortalecendo nossa soberania [...] Nós nem cairemos no isolamento, nem na confrontação. E não permitiremos que a Rússia seja envolvida, muitas vezes nos tentam intimidar com isso, inclusive alguns opositores internos, não permitiremos que a Rússia seja envolvida em uma nova e dispendiosa corrida armamentista. Já temos tudo o que precisamos para nos defendermos", afirmou Lavrov durante um seminário on-line.

    O ministro acrescentou que há vozes, que não são muitas, "mas elas expressam suficientemente alto certos pensamentos, cuja essência consiste em que devemos simplesmente fazer as pazes com o Ocidente nos termos que ele propõe, e então tudo ficará bem – as sanções serão levantadas e viveremos contentes".

    Teste de míssil com propulsor nuclear Burevestnik (foto de arquivo)
    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Teste de míssil com propulsor nuclear Burevestnik (foto de arquivo)
    "Estou convencido, não apenas convencido, porque já tivemos a experiência dos anos 1980 e início dos anos 1990, que quaisquer concessões unilaterais de nossa parte seriam consideradas exclusivamente como uma fraqueza. Tal como nossos parceiros sabem fazê-lo – embolsam quaisquer concessões unilaterais e, em seguida, impõem novas exigências inaceitáveis. Por isso, nós vamos realizar uma política exterior independente, pragmática e orientada para o interesse nacional", concluiu chanceler russo.

    No início do mês, Sergei Lavrov disse em entrevista que a Rússia não aceitará que os EUA dialoguem com Moscou a partir de "posição de força". A cúpula Rússia-EUA em Genebra correu bem, mas, logo depois, o lado americano voltou aos sermões e exigências. Tais tentativas estão condenadas ao fracasso, disse o ministro.

    Mais:

    EUA dizem estar 'preocupados' com aumento de arsenal nuclear da China após revelação de novos dados
    Aumento de armas nucleares faz soar alerta para corrida armamentista entre países, afirma SIPRI
    China é instada a aumentar seu arsenal militar para conter ameaça marítima dos EUA, diz mídia
    Tags:
    corrida armamentista, EUA, Rússia, política externa, Sergei Lavrov
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar