19:53 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    7764
    Nos siga no

    A nave espacial russa com propulsor nuclear Zevs poderá ser usada para inutilizar aparelhos espaciais de potenciais adversários através de disparos a laser e impulsos eletromagnéticos, de acordo com materiais de um desenvolvedor do complexo.

    Anteriormente, o Centro de Pesquisa Keldysh russo, da corporação espacial Roscosmos, informou que o orbitador pode ser utilizado também no sistema de defesa antiaérea: este vai rastrear o céu e marcar os objetivos aéreos.

    Conforme os documentos do desenvolvedor Arsenal, obtidos pela Sputnik, em 2018-2019 o escritório de projetos realizou trabalhos de pesquisa a fim de determinar se o Zevs poderia não apenas sondar remotamente a superfície terrestre, mas também "atuar por meio de radiação eletromagnética sobre equipamentos eletrônicos de sistemas de controle, inteligência, comunicação e navegação; transmissão direcionada de energia por emissão de laser".

    Além disso, também são previstas tarefas civis: apoio a comunicações, transmissão e retransmissão, transportação interorbital de cargas e envio de cargas para a Lua.

    A criação de elementos de um rebocador com base em um módulo de transporte com gerador nuclear tem decorrido na Rússia desde 2010. A primeira maquete em escala real do veículo foi revelada em 2019, enquanto em 2020 foi mostrada uma animação 3D de sua implantação em órbita.

    De acordo com uma apresentação do primeiro vice-diretor-geral da Roscosmos, Yuri Urlichich, em janeiro de 2020, planeja-se colocar a instalação em órbita em 2030 para realização de testes de voo. Depois disso, deverá começar a produção em série e uso comercial deste tipo de espaçonave.

    Em janeiro de 2020, a Roscosmos anunciou seus planos de lançar o primeiro rebocador movido a energia nuclear para testes em 2030 e iniciar sua produção em massa logo depois. O projeto é estimado em 4,2 bilhões de rublos (cerca de R$ 305,9 milhões).

    O rebocador nuclear será destinado para voos à Lua e planetas do Sistema Solar. Ele foi designado como Zevs (Zeus, na tradução).

    Mais:

    Missão Hera vai filtrar segredos de asteroides por meio de satélites miniaturizados CubeSats (VÍDEO)
    FOTO de satélite revela que China estaria construindo mais de 100 silos de mísseis balísticos
    Virgin Orbit lança seu 1º foguete com satélites comerciais a partir de avião Boeing (VÍDEO)
    Tags:
    adversários, satélite, espaço, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar