21:28 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4570
    Nos siga no

    A Rússia e a China conseguiram levar suas relações a um nível sem precedentes e torná-las um exemplo de cooperação interestatal, disse o presidente russo durante o discurso com seu homólogo chinês.

    "Até o momento, seguindo a letra e espírito do acordo, conseguimos levar as relações sino-russas a um nível sem precedentes, torná-las um modelo de cooperação interestatal no século XXI", afirmou.

    Putin observou que foi criado um mecanismo de coordenação bilateral a vários níveis que não tem análogos no mundo e que inclui contatos regulares entre os líderes, encontros dos chefes de governos, cinco comissões intergovernamentais a nível de vice-presidentes, um diálogo entre parlamentos e associações de regiões.

    "Tudo isso permite resolver eficientemente as questões surgidas durante a interação entre os dois lados e planejar o trabalho conjunto para o futuro", disse ele.

    O presidente russo também ressaltou que a coordenação China-Rússia desempenha um papel estabilizador nos assuntos mundiais em uma época de turbulência geopolítica.

    "Em meio à crescente turbulência geopolítica, ruptura de tratados na área de controle de armamentos e crescimento do potencial de conflito em vários cantos do mundo, a coordenação russo-chinesa desempenha um papel estabilizador nos assuntos mundiais, incluindo em questões tão prementes da agenda internacional como a resolução da situação na península da Coreia, na Síria, no Afeganistão, e a retomada do plano de ação sobre o programa nuclear iraniano", acentuou.

    Vladimir Putin chamou de importante o fato de entre Moscou e Pequim já não existirem reivindicações territoriais e de os dois países estarem "determinados a transformar a fronteira comum em um cinturão de paz eterna".

    "Temos feito muito por isso, inclusive em nosso trabalho na fronteira, temos trabalhado nisso há anos - nós e nossas equipes - e alcançamos o resultado de que precisamos, o que é aceitável tanto para a China quanto para a Rússia".

    Adicionalmente, Vladimir Putin disse que, de janeiro a abril deste ano, o crescimento do volume de negócios ultrapassou 22% e que é possível esperar novos recordes até o final do ano.

    "Desde 2001, o volume de negócios do comércio bilateral cresceu 14 vezes. Apesar das crises financeiras globais e da atual pandemia de coronavírus, ele tem crescido. E agora vemos uma forte dinâmica positiva. Em janeiro-abril, o crescimento ultrapassou 22%, o que significa que podemos esperar novos recordes comerciais no final do ano", afirmou.

    Mais:

    Cooperação cada vez mais estreita entre Rússia e China é sério desafio para OTAN, diz Stoltenberg
    Rússia e China apresentam plano para criar Estação Científica Internacional na Lua até 2035
    Rússia, China e Irã humilham EUA durante presidência de Biden, diz Trump
    Tags:
    Vladimir Putin, Xi Jinping, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar