05:44 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo enfrentando SARS-CoV-2 no final de junho de 2021 (20)
    1192
    Nos siga no

    A eficácia da vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, é de quase 100%, apesar das novas mutações do coronavírus, declarou o chefe do Laboratório de Mecanismos de Mudança Demográfica de Micro-Organismos Patogênicos do Centro Gamaleya, Vladimir Guschin.

    "A Sputnik V, sem dúvida, combate [a variante indiana] [...] A vacina segue sendo eficaz, protege quase 100% contra os casos graves e fatais", afirmou.

    Guschin precisou que, segundo os dados disponíveis, a imunidade gerada pela vacina "se mantém definitivamente por meio ano".

    Além disso, ele ressaltou que para melhorar a proteção para "um certo pico da epidemia" será necessária a revacinação.

    A Rússia ainda conta com a Sputnik Light, a versão de dose única da Sputnik V, bem como com a EpiVacCorona, desenvolvida pelo Centro Estatal de Pesquisa de Virologia e Biotecnologia Vektor e a CoviVac, produzida pelo Centro Federal de Pesquisas e Desenvolvimento de Tratamentos Imunobiológicos M.P. Chumakov.

    Tema:
    Mundo enfrentando SARS-CoV-2 no final de junho de 2021 (20)

    Mais:

    COVID-19: Argentina recebe autorização da Rússia para fabricar vacina Sputnik V
    Em videoconferência, Putin e Fernández lançam produção da Sputnik V na Argentina
    Combinação da Sputnik V com vacinas chinesas pode ser testada em países árabes, diz RFPI
    Tags:
    Rússia, COVID-19, novo coronavírus, Sputnik V, vacinação, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar