10:07 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    4680
    Nos siga no

    Embora não haja ainda nenhuma decisão oficial quanto à possível desconexão da Rússia do sistema, o país já se prepara para tal cenário.

    O sistema SWIFT poderá ser envolvido na "espiral de sanções" contra a Rússia. Existem ameaças, principalmente dos Estados Unidos, de desconectar o país do SWIFT, disse à Sputnik o diretor do Departamento da Cooperação Econômica do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Dmitry Birichevsky.

    Em conformidade com direito internacional, apenas um órgão pode impor sanções de forma legítima: o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. As medidas unilaterais que alguns países ou grupos de países tomam não podem ser chamadas de sanções, destacou o economista.

    "O que nossos parceiros ocidentais estão usando são barreiras para proteger seus próprios produtores e proteger seus próprios interesses no cenário mundial. Há receios de que o sistema SWIFT possa ser envolvido nesta 'espiral de sanções'", disse Birichevsky.

    Por enquanto, a desconexão da Rússia do sistema de pagamentos SWIFT não está em cima da mesa, mas o país se prepara para isso e começou a criação de um análogo do SWIFT, revelou Birichevsky.

    "Por enquanto, segundo cremos, isso está fora de questão, mas é necessário nos prepararmos, levando em conta a imprevisibilidade da situação. A Rússia vem fazendo isso há bastante tempo, porque é uma necessidade objetiva", disse Birichevsky.

    O SWIFT é um sistema internacional interbancário de transmissão de informação e realização de pagamentos, ao qual são conectadas mais de 11 mil das maiores organizações de quase todos os países. Há relatos regulares na mídia de que a Rússia pode ser desconectada do sistema como uma das sanções mais duras do Ocidente. Alguns políticos ocidentais também apelam para isso.

    No entanto, é difícil fazê-lo, dado que SWIFT é uma organização privada internacional e a União Europeia não tem competências para desconectar a Rússia, segundo o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

    Mais:

    SPFS e CIPS: saiba por que sistemas de pagamento alternativos ao SWIFT começam a ganhar destaque
    Diplomata russo: princípios da UE nas relações com Rússia não correspondem à situação atual
    Microsoft volta a culpar Rússia por ataque cibernético a mais de 150 organizações
    Chanceleres do G7 condenam prisão de blogueiro ativista e ameaçam impor sanções a Minsk
    Tags:
    União Europeia, EUA, sanções, pagamento, SWIFT, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar